Você está aqui: Página Inicial > Entrevistas > Célio Luiz Barbosa

07/08/2020

Entrevista com o Terapeuta

Célio Luiz Barbosa


1. O que é recuperação em termos de dependência química nas Comunidades Terapêuticas?
Recuperação é um processo que tem como objetivo o resgate do ser humano, dignidade, abstinência das drogas, resgate da cidadania e a reabilitação física e psicológica. O tratamento apresenta resultados positivos importantes, agindo nos fatores psicossociais do indivíduo.

2. Existe alguma prioridade ao iniciar o tratamento?
A prioridade é aceitar o tratamento, pois o tratamento na Comunidade Terapêutica é voluntário.

3. Quais itens fazem parte do acolhimento em Comunidade Terapêutica?
Escuta qualificada, orientação e critérios para acolhimento, acompanhamento das famílias, visita de reinserção social do dependente químico à família, conclusão do tratamento e acompanhamento pós-tratamento.

4. Qual o papel da espiritualidade na Comunidade Terapêutica?
A espiritualidade tem um papel primordial no processo de tratamento. A metodologia de tratamento se baseia no cultivo da espiritualidade e no exercício do trabalho e da disciplina.

5. Como a família pode contribuir no tratamento?
A família é um dos principais pilares para a recuperação do dependente químico, sendo responsável pelo acompanhamento no período de tratamento, pois significa que, além de oferecer suporte emocional, presença e disposição para ajudar, a família também precisa passar por acompanhamento durante esse processo.

6. Os grupos de mútua ajuda podem colaborar no tratamento?
Sim, pois oferecem apoio aos dependentes químicos e seus familiares.

7. Qual é a importância da Comunidade Terapêutica para a recuperação de dependentes químicos?
A comunidade terapêutica tem um papel importante na recuperação do dependente químico, pois demonstra resultados positivos no processo de recuperação e reinserção do dependente químico. No processo de recuperação, é trabalhando a convivência entre os pares, abstinência total das drogas e resgate do dependente químico. Atualmente, existem mais de 2.000 comunidades terapêuticas no Brasil com excelência e resultados positivos, atendendo mais de 60.000 dependentes químicos de ambos os sexos.


8. O que o motiva a trabalhar este tema?
Acreditar no trabalho realizado pela Comunidade Terapêutica e motivação da mudança de vida dos dependentes químicos assistidos.

9. Como o OBID pode ajudar neste seu trabalho?
Acompanhando e divulgando as ações realizadas pelas comunidades terapêuticas através de pesquisas e formações.

Célio Luiz Barbosa é terapeuta, formado pela Universidade Federal do Ceará, coordenador geral da Fazenda da Paz, presidente da Federação Nacional de Comunidades Terapêuticas (FENACT) e tesoureiro da Confederação Nacional de Comunidades Terapêuticas (CONFENACT). Também é membro do Comitê de Mobilização da Rede de Assistência Psicossocial (RAPS) – Ministério da Saúde, do Conselho Estadual de Politicas Publicas Sobre Drogas do Piauí e do Conselho Municipal de Politicas Publicas Sobre Drogas de Teresina/PI.