Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Rondônia investirá R$ 1 milhão no plano de segurança alimentar e nutricional mobilizando agricultores familiares

Notícias

Rondônia investirá R$ 1 milhão no plano de segurança alimentar e nutricional mobilizando agricultores familiares

publicado  em 18/11/2016 18h41

Fotos: Daiane MendonçaO Governo do Estado de Rondônia receberá R$ 1 milhão do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário para contemplar projetos do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan).

O dinheiro financiará despesas de custeio e de capital no limite de 10% do valor total, contemplando, entre outros itens, a compra e escoamento da produção; aquisição de veículos automotivos e fluviais; locomoção, deslocamento e hospedagem; aquisição de combustível.

Em comemoração ao Dia Mundial da Alimentação (16 de outubro), a Secretaria Estadual da Assistência e do Desenvolvimento Social deu mais um passo para a estruturação do seu Plano de Segurança Alimentar e Nutricional.

A secretária Hérika Fontenele anunciou a articulação com agricultores familiares da região da Vila Dnit (na margem esquerda do rio Madeira, na BR-319, sentido Humaitá-AM), para inaugurar nos próximos dias o projeto-piloto da feira de hortifrútis e grãos e outros produtos locais.

O coordenador-geral de gestão do Sisan, Elcio de Souza Magalhães, veio a Rondônia apoiar o estado nas ações deste órgão. Acompanhado da secretária Hérika Fontenele, ele visitou o barco da Seas, almoçou no Restaurante Popular da zona Leste de Porto Velho, e prometeu voltar brevemente.

O barco atende à população ribeirinha do Baixo-Madeira. Ao coordenador, a secretária informou que os municípios de Ariquemes e Vilhena já aderiram ao Sisan.

“O clima está mudando, a alimentação e a agricultura também” – é o tema deste ano. A data é comemorativa à criação da FAO (sigla em inglês da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura), há 71 anos.

BANCO DE ALIMENTOS

Gestores municipais e entidades sociais interessados em participar do Sisan contemplam, num só tempo: a formação de rede de articuladores no estado; campanhas em geral; elaboração de material informativo; conferências e formação continuada de gestores e conselheiros.

“Queremos apoiar cada vez mais a aquisição de produtos provenientes da agricultura familiar e fortalecer a compra institucional respaldada pelo Ministério do Desenvolvimento Social”, disse Hérika Fontenele.

Segundo ela, uma das metas mais urgentes determinadas pelo governador Confúcio Moura é a criação de um banco de alimentos para atender o município de Porto Velho (34 mil Km²). “Além de minimizar os efeitos da fome, queremos evitar o desperdício, obter alimentos de qualidade e unir os produtores em cooperativa”, destacou Herika.

A nutricionista Cleusa Firmino, da Coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional (Cosan), previu que a elaboração de políticas públicas no âmbito estadual se consolidará dentro de dois anos, “com tendência a ampliar-se”.

“O Sisan funciona com a participação da Câmara Intersecretarial constituída pela Casa Civil, Emater, Seas, Seduc, Sesau e Sepog, e insistimos na busca da unificação de ações”, explicou.

O Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional reforça várias ações previstas no Brasil Sem Miséria, que prevê a retirada de 16,2 milhões de brasileiros da extrema pobreza para os próximos quatro anos.

Fonte
Texto: Montezuma Cruz
Fotos: Daiane Mendonça
Secom - Governo de Rondônia

registrado em: