Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Experiência do Banco de Alimentos de Poços de Caldas é selecionada para mostra

Notícias

Experiência do Banco de Alimentos de Poços de Caldas é selecionada para mostra

COMBATE AO DESPERDÍCIO

Convênio com MDS para construção de novo espaço aumentou quantidade de doadores e de entidades beneficiadas
publicado  em 06/04/2016 18h24

Brasília - “O combate ao desperdício é nosso maior objetivo. E conseguimos conquistar graças ao Banco de Alimentos”, afirma o diretor de Segurança Alimentar e Nutricional de Poços de Caldas (MG), Carlos Eduardo Almeida. A experiência Muito além das doações foi uma das 12 selecionadas para a I Mostra de Experiências de Bancos de Alimentos, que será realizada nos dias 5 e 6 de maio, em Brasília.

Almeida conta que o Banco de Alimentos teve início na cidade mineira em 2012, de forma bastante precária. No mesmo ano, o município firmou convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para a construção de um local mais apropriado. Inaugurado em julho de 2015, o novo espaço possibilitou aumentar significativamente a quantidade de doações arrecadas, beneficiando mais entidades da rede socioassistencial.

Segundo o diretor, comparando os dois semestres de 2015, o aumento foi de 300% nas doações arrecadadas e distribuídas. “Entre janeiro a junho, foram cerca de 60 toneladas distribuídas para 20 entidades. E passou para 200 toneladas no período de julho a dezembro, beneficiando 40 entidades”, explica. “Hoje temos cerca de 80 doadores, dos quais 60 são constantes e entregam alimentos pelo menos uma vez por semana.”

O trabalho intersetorial com outras políticas públicas, como assistência social e saúde, é outro importante destaque da iniciativa em Poços de Caldas. Semanalmente, a unidade repassa cestas de frutas, verduras e legumes para pessoas com doenças crônicas. “Somos demandados pela Saúde a complementar a alimentação dessas pessoas. Antes, elas passam por uma avaliação socioeconômica da assistência social para atestar a vulnerabilidade social.”

A prefeitura também executa o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) desde 2014, na modalidade Compra com Doação Simultânea. Almeida considera o programa fundamental para o Banco de Alimentos. Cerca de 40% dos produtos recebidos são do PAA. “O programa fomenta a agricultura familiar, além de ser uma compra e entrega garantida de alimentos de qualidade às nossas entidades da rede socioassistencial, e à nossa rede hospitalar.”

O Banco de Alimentos beneficia hoje cerca de 10 mil pessoas por semana na cidade do sul de Minas Gerais. O diretor garante que todos os produtos são de qualidade. “Entre 2012 e 2013, recebíamos sobras de produtos. Hoje, em função do nosso trabalho de sensibilização, recebemos uma carga de alimentos que são comercializados.”

Mostra - Além das 12 experiências selecionadas, o evento também terá a apresentação em pôster de outros 100 trabalhos. “Parabenizamos a todos que se comprometeram em mandar suas iniciativas. São todas importantes e certamente contribuem para o aperfeiçoamento das políticas públicas”, destaca a coordenadora geral de Equipamentos Públicos de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Kathleen Machado. “Aqueles que não foram selecionados para apresentação oral dos trabalhos ainda podem participar, apresentando suas experiências em pôsteres.”

As inscrições para participar da I Mostra de Experiências de Bancos de Alimentos estão abertas e podem ser feitas aqui. O evento, realizado pelo MDS em parceria com outras instituições, tem como objetivo promover o compartilhamento de experiências e vivências do trabalho nos Bancos de Alimentos.

Informações sobre os programas do MDS:
0800-707-2003
mdspravoce.mds.gov.br

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/area-de-imprensa

registrado em: