Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Coordenadora de Alimentação e Nutrição ensina escolhas saudáveis no Bem Estar

Notícias

Coordenadora de Alimentação e Nutrição ensina escolhas saudáveis no Bem Estar

publicado  em 14/04/2016 15h42

Foto: Divulgação / http://www.blog.saude.gov.br/Para ter uma alimentação saudável e equilibrada é importante conhecer os alimentos que são levados à mesa no dia a dia. Fazer boas escolhas, que vão desde a aquisição de produtos naturais até aqueles adquiridos nos supermercados, é fundamental para manter a saúde. Nesta terça-feira (12), a nutricionista e coordenadora de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Michele Lessa, participou do programa Bem Estar para dar dicas à população. 

Usando como referência o Guia Alimentar para a população brasileira, Michele lembrou que conhecer as características e o que está dentro de cada produto é fundamental para garantir a saúde. “Qual é a regra do Guia alimentar? Faça a base da sua alimentação os alimentos in natura e minimamente processados e evite os alimentos ultraprocessados. Quanto mais consumimos os alimentos ultraprocessados, mais ingerimos sódio, gordura e açúcar, que fazem mal a nossa saúde. Nada é proibido, mas é importante fazer escolhas saudáveis”, explica.

O Guia Alimentar para a População Brasileira é uma publicação doMinistério da Saúde que ajuda a orientar as famílias a optarem por refeições caseiras e evitarem a alimentação fast food, por exemplo. O livro traz, de forma prática conselhos para uma Alimentação Adequada e Saudável que podem ser seguidos diariamente:

- Utilizar óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos e criar preparações culinárias;
- Comer com regularidade e atenção, em ambientes apropriados e, sempre que possível, com companhia;
- Fazer compras em locais que ofertem variedades de alimentos in natura ou minimamente processados;
- Planejar o uso do tempo para dar à alimentação o espaço que ela merece;
- Dar preferência, quando fora de casa, a locais que servem refeições feitas na hora; 
- Ser crítico quanto a informações, orientações e mensagens sobre alimentação veiculadas em propagandas comerciais.

Para entender a diferença entre alimentos in natura (naturais), minimamente processados e ultraprocessados, citados Guia Alimentar, confira alguns exemplos:

Alimentos in natura: Banana, tomate, abóbora batata e caju.

Minimamente Processados: Feijão, arroz, farinha de mandioca, sucos de caju, carnes e pescados frescos.

Alimentos Processados: Carne seca, pães feitos farinha de trigo, queijos, frutas cristalizadas.

Ultraprocessdos: Biscoitos recheados, salgadinhos, refrigerantes, macarrão instantâneo e cereais açucarados.

Confira a participação da Michele Lessa no Bem Estar

Fonte:
Gabrielle Kopko - Blog da Saúde

registrado em: