Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Consea/MA valida Manual de Orientação de Monitoramento aos Municípios

Notícias

Consea/MA valida Manual de Orientação de Monitoramento aos Municípios

SEGURANÇA ALIMENTAR

Representantes do governo estadual e do Conselho se reuniram para debater sobre a condição das políticas de segurança alimentar no estado, além de orientar os 217 municípios sobre a execução adequada dos equipamentos
publicado  em 13/07/2016 17h13

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), e do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea/MA), esteve em reunião na manhã desta terça-feira (12), para nivelar o Manual de Orientação de Monitoramento aos Municípios. O encontro teve como objetivo proporcionar o conhecimento da atual condição das políticas de segurança alimentar no estado, além de orientar os 217 municípios sobre a execução adequada dos equipamentos de segurança alimentar.

O presidente do CONSEA/MA, Reinaldo Avelar, explicou que as reuniões do conselho são de extrema importância para o bom funcionamento das políticas públicas nos municípios maranhenses. “Nós elaboramos esse manual para que os conselheiros monitorem seus municípios com um maior entendimento do assunto, facilitando o trabalho quanto à política de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN), aprimorando resultados e encontrando soluções mais eficazes para as deficiências que possam ser encontradas”, disse o presidente.

Durante a reunião, foram apresentadas todas as etapas do monitoramento aos conselheiros para que eles saibam quais ações executar, como reuniões ampliadas, aplicação de instrumentais, visita aos equipamentos sociais de segurança alimentar, dentre outras.

De acordo com o secretario de Desenvolvimento Social (Sedes), Neto Evangelista, o monitoramento é essencial inclusive para que os equipamentos públicos funcionem de maneira estruturada dentro das políticas necessárias. “Participando das  reuniões, os municípios tomam conhecimento sobre a adesão às políticas de SAN e aprendem a trabalhar as necessidades enfrentadas por cada um” afirmou o gestor da Sedes.

Para que haja eficiência no funcionamento dos equipamentos que garantem a seguridade alimentar dos maranhenses, como restaurantes populares, hortas e cozinhas comunitárias; é necessário que o monitoramento seja feito de forma correta. A conselheira estadual de Codó, Edna Alves, destacou a importância da execução de cada etapa para que o Maranhão saia da situação de vulnerabilidade alimentar.

“Todas as etapas que envolvem os processos de execução das políticas de segurança alimentar do nosso estado são essenciais para o sucesso das ações em cada um dos 217 municípios. Precisamos nos organizar, conhecer os nossos produtos de agricultura familiar, obedecer ao passo a passo desde o monitoramento até as etapas finais. Assim, juntos, poderemos fazer com que essas políticas funcionem de maneira alinhada à proposta do Governo do Maranhão, por meio da Sedes, que é a de retirar Maranhão da situação de insegurança alimentar”, finalizou a conselheira.

Fonte: Governo do Maranhão

registrado em: