Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Agricultores familiares do Mato Grosso produzem alimentos sem agrotóxicos

Notícias

Agricultores familiares do Mato Grosso produzem alimentos sem agrotóxicos

AGRICULTURA FAMILIAR

Localizada em Mirassol D´Oeste (MT), associação vende produtos orgânicos para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário
publicado  em 29/12/2016 15h05

Brasília – Em Mirassol D´Oeste, município a 288 quilômetros de Cuiabá (MT), 104 famílias agricultoras estão trabalhando para produzir alimentos de qualidade e totalmente orgânicos. Elas integram a Associação Regional de Produtores Agroecológicos (Arpa), iniciativa criada em 1997 para atender famílias de quatro assentamentos da região – Roseli Nunes, Margarida Alves, Che Guevara e Florestan Fernandez.

A Arpa produz 23 variedades de alimentos, todos livres de agrotóxicos. Esse é um dos principais critérios para se associar. Toda a produção segue técnicas naturais, da adubação das plantas ao controle de pragas. Os agricultores familiares da associação participam de cursos de formação em manejo agroecológico, reuniões de planejamento e monitoramento da produção e outras atividades para o fomento da agroecologia.

O carro-chefe da produção são as verduras, mas as frutas e raízes também estão na lista. “Nossos produtos são alimentos de verdade. Todas as famílias deveriam comer as nossas verduras e frutas, pois faz bem para a saúde. Não tem veneno”, conta o presidente da associação, Nério Gomes de Souza, de 59 anos.

Para ele, o grande desafio é convencer as pessoas de que o alimento orgânico e agroecológico pode ser competitivo no mercado. “O nosso não é mais caro. Podemos vender pelo mesmo preço do convencional, porque gastamos menos para produzir”, conta o agricultor.

Outro critério para participar da Arpa é entender que a produção de cada agricultor familiar será destinada primeiro para o consumo da família. “Nós vendemos apenas o excedente. Assim, garantimos a alimentação de qualidade de todos. Fizemos uma pesquisa aqui no assentamento e todas as pessoas que fazem parte da Arpa, que comem dos nossos alimentos, têm uma saúde muito melhor”.

PAA – Desde 2005, a associação participa do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA). O programa, além de promover o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar, contribui para o alcance dos objetivos do Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (Planapo). “A aquisição de produtos orgânicos e agroecológicos é um dos critérios de priorização para a seleção de projetos de venda para o PAA”, explica Elisângela Januário, coordenadora de Aquisição e Distribuição de Alimentos do ministério.

Segundo Nério, da Arpa, os produtos comprados pelo PAA beneficiam 750 famílias de baixa renda de Mirassol D´Oeste. Os alimentos também são destinados ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). Ao todo, oito mil alunos têm na merenda escolar frutas e verduras fresquinhas e sem agrotóxicos. “O PAA e o Pnae são nossa maior fonte de renda”.

Além dos programas do governo federal, os agricultores familiares também participam de feiras livres. O produtor leva a produção direto para a associação, onde são feitas a armazenagem e a venda. “Os lucros são divididos de acordo com o que cada família levou. A gente devolve para as famílias o que não é vendido”, explica.

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa

registrado em: