Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > Março > Marinha no Espírito Santo vai comprar R$ 573 mil da agricultura familiar

Notícias

Marinha no Espírito Santo vai comprar R$ 573 mil da agricultura familiar

PAA

Documentos e propostas de venda devem ser entregues na unidade até 4 de abril
publicado  em 26/03/2019 15h56

Brasília - A Escola de Aprendizes Marinheiros do Espírito Santo está com chamada pública aberta para comprar R$ 573 mil em produtos da agricultura familiar. Além dos mais de 600 marinheiros, os alimentos serão destinados às crianças que fazem atividades no Batalhão por meio do Programa Forças no Esporte, do governo federal. Frutas, verduras, café, ovos e bolos são alguns dos itens que serão adquiridos. Os documentos e propostas devem ser entregues na unidade até 4 de abril.

O sargento Walker Botelho, da Divisão de Obtenção da Escola de Aprendizes Marinheiros, explica a preferência por produtos da agricultura familiar. “Estamos muito motivados, porque essa compra nos atende de forma muito rápida e os itens que vêm da agricultura são praticamente colhidos na hora”.

A Cooperativa de Agricultores Familiares do município de Afonso Cláudio reúne cerca de 120 famílias do campo. Segundo seu diretor, Pedro Vil, vender para a Marinha é uma oportunidade de ampliar ainda mais as vendas. “Temos a garantia de produto e preço, é uma estabilidade para ofertar os nossos produtos. Queremos expandir este mercado, porque a agricultura familiar tem o potencial para entregar mais produtos e com mais frequência”.

Em todo o país, este é o primeiro edital da modalidade Compra Institucional do Programa de Aquisição de Alimentos lançado pela Marinha do Brasil em 2019. A coordenadora-geral de Aquisição e Distribuição de Alimentos do Ministério da Cidadania, Hetel Santos, destaca que a compra é uma forma de fortalecer a agricultura familiar no Estado. “O Espírito Santo é autônomo no abastecimento interno com produtos da agricultura familiar. O edital está qualificando e ampliando a demanda de compra. Com isso, dá mais possibilidades para os agricultores fazerem a oferta dos alimentos”.

Saiba mais
Atualmente, a legislação determina que pelo menos 30% dos alimentos adquiridos para abastecer órgãos federais venham da agricultura familiar. As chamadas públicas abertas pelo país estão disponíveis no portal comprasagriculturafamiliar.gov.br. Na modalidade Compra Institucional do PAA, cada agricultor pode vender até 20 mil reais por ano, para cada órgão comprador. Já para as cooperativas ou associações, o teto é de 6 milhões de reais por ano, por órgão comprador.

*Por André Luiz Gomes.

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505 / 9.9229-6773
www.mds.gov.br/area-de-imprensa