Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > Março > Exército investe R$ 986 mil em alimentos da agricultura familiar em Rondônia

Notícias

Exército investe R$ 986 mil em alimentos da agricultura familiar em Rondônia

PAA

Chamada pública encerra em 3 de abril; alimentos serão encaminhados para quatro unidades do Exército
publicado  em 26/03/2019 16h13

Brasília/DF – Oportunidade para produtores rurais de Porto Velho (RO): o Exército investirá R$ 986.957,10 em compras de alimentos da agricultura familiar, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Os produtos abastecerão quatro unidades: a 17ª Base Logística, a 17ª Brigada de Infantaria de Selva, o Hospital de Guarnição de Porto Velho e o 5º Batalhão de Engenharia e Construção. As propostas podem ser enviadas até 3 de abril.

Pela modalidade Compra Institucional, as Forças Armadas irão adquirir produtos como abóbora, berinjela, beterraba, pimenta, polpa de frutas, rúcula e tomate. Para o administrador da Cooperativa de Produtores Rurais e Agroindústrias do Vale do Jamari (Coaprav), Odair Moreira, a iniciativa ajuda a economia local e estimula o trabalhador a manter seu negócio, ao garantir retorno financeiro. “Eles trabalham com muita dificuldade e dependem de vender para produzir de modo geral. Se não vender, eles não conseguem continuar o negócio, então, o que entra de um lado e do outro ajuda muito”, avalia.

A coordenadora-geral de Aquisição e Distribuição de Alimentos do Ministério da Cidadania, Hetel Santos, aponta a importância de agricultores, cooperativas e associações mobilizarem-se, pois se trata de uma chamada pública com alta demanda de produção e varejo. “Ao atender essa demanda - que está sendo feita de forma mais concentrada - os agricultores conseguem entender de que forma grandes instituições fazem suas compras”.

Interessados em participar das chamadas públicas do PAA devem acessar o Portal de compras da Agricultura Familiar.

Saiba Mais
Na Modalidade Compra Institucional, cada agricultor poderá vender até R$ 20 mil por ano, para cada órgão comprador. Já para as cooperativas ou associações, o teto é de R$ 6 milhões por ano, por órgão comprador - respeitando o limite individual por agricultor. A legislação determina que pelo menos 30% dos alimentos adquiridos para abastecer órgãos federais venham da agricultura familiar.

*Por Renata Garcia

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505 / 9.9229-6773
www.mds.gov.br/area-de-imprensa