Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > Junho > Exército em Rosário do Sul lança edital para comprar R$ 295 mil da agricultura familiar

Notícias

Exército em Rosário do Sul lança edital para comprar R$ 295 mil da agricultura familiar

CHAMADA PÚBLICA

Unidade militar comprará frutas, verduras e hortaliças
publicado  em 21/06/2019 17h39

Brasília - Os produtores rurais e as cooperativas do Rio Grande do Sul que comercializam frutas, verduras e hortaliças têm uma oportunidade de vender até R$ 295 mil para o Exército Brasileiro. O 4º Regimento de Carros de Combate em Rosário do Sul está com chamada pública aberta para adquirir produtos da agricultura familiar. O processo será viabilizado pela modalidade Compra Institucional do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), coordenado pelo Ministério da Cidadania. As propostas devem ser entregues até o dia 25 de junho na sede do batalhão.

No total, 30 itens compõem a lista que ajudará a abastecer a unidade por um ano. Por lei, ao menos 30% dos artigos obtidos para alimentação nas instituições públicas federais devem vir da agricultura familiar.

O diretor do Departamento de Compras Públicas para a Inclusão Social e Produtiva Rural, Iberê Mesquista, esclarece que as compras públicas apoiam os trabalhadores rurais a permanecerem no campo. “O PAA vem justamente para permitir que esse produtor, que muitas vezes tem pouca renda, tenha um mercado aberto para comercializar o seu produto e se programar para fazer o fornecimento”, explica. “Então, o programa permite que ele aumente e tenha uma renda na sua propriedade” conclui.

A Cooperativa de Produção e Desenvolvimento Rural dos Agricultores Familiares de Santa Maria (Coopercedro) já distribui produtos para o Exército no município e está avaliando a participação na chamada pública de Rosário do Sul (RS). De acordo com o presidente da cooperativa,  Alcione Piasentin, o PAA ajuda a instituição a se fortalecer e a tentar novos mercados. “O programa veio como uma ferramenta estratégica no sentido de ampliar as vendas e consolidar a nossa cooperativa. Sem ele, não sei se a cooperativa estaria nessa atividade ainda e, possivelmente, não conseguiríamos no mercado convencional”, avalia. 

Saiba Mais
Por meio da Modalidade Compra Institucional, o agricultor pode vender até R$ 20 mil, por ano, para cada órgão comprador. Já para as cooperativas ou associações, o teto é de R$ 6 milhões por ano, por órgão comprador.

 Para acompanhar as chamadas públicas abertas em todo o país, basta acessar o portal comprasagriculturafamiliar.gov.br.

*Por André Luiz Gomes

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
Central de Relacionamento - 121

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa