Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2018 > Março > Cooperativas se fortalecem e expandem negócios com compras institucionais

Notícias

Cooperativas se fortalecem e expandem negócios com compras institucionais

AGRICULTURA FAMILIAR

Organizações em Alagoas e no Rio Grande do Sul comercializaram mais de R$ 12 milhões por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA)
publicado  em 14/03/2018 20h39
Foto: Rafael Zart/MDS

Brasília – A cooperativa Pindorama, de Alagoas, tem conquistado cada vez mais o mercado institucional. Depois de vender os produtos para compor a merenda escolar em vários municípios alagoanos, os agricultores da organização estão entregando sucos de frutas para o Ministério da Defesa, em Brasília. Os produtos são servidos nos restaurantes do órgão.

Em 2017, a cooperativa vendeu R$ 9,2 milhões em produtos por meio da modalidade Compra Institucional do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

Segundo o presidente da Pindorama, Klécio Santos, a organização tem o potencial de produzir e entregar muito mais. Para isso, basta que os órgãos federais comprem os 30% dos alimentos que precisam para o consumo interno diretamente da agricultura familiar, como determina a legislação atual. “Quando você compra do pequeno, dá condições para ele se programar e investir na sua atividade”, explicou.

Claudevictor Monteiro, de 43 anos, é um dos cooperados da Pindorama. Produz diversas frutas em Penedo (AL). Além da Compra Institucional, ele vende os alimentos para a prefeitura do município e para a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). De acordo com o agricultor familiar, vender para os órgãos federais é uma oportunidade de progredir na vida.

“É uma maravilha. Se tivesse vendido antes, a gente já estava em outro patamar de desenvolvimento. A feira livre não remunera tanto como esses órgãos do governo que vêm abrindo espaço pra gente”, afirmou.

De Norte a Sul – A mais de 3,5 mil quilômetros de distância da propriedade do seu Claudevictor, a Compra Institucional do PAA também beneficia as famílias gaúchas da Cooperativa Agrícola Mista Nova Palma (Camnpal). Em 2017, elas comercializaram R$ 3,6 milhões em produtos graças à modalidade.

Com mais de 3,2 mil participantes, a organização conquistou o mercado institucional em alguns municípios de São Paulo e em unidades do Exército, no Rio Grande do Sul, com produtos como leite, arroz, feijão, milho e trigo.

Para o presidente da entidade, Euclides Vestena, a modalidade estimula o agricultor a permanecer no campo. “Um dos benefícios que temos é ter a certeza de que vamos comercializar o nosso produto”.

Homenagem – As cooperativas Pindorama e Camnpal serão homenageadas, na próxima quinta-feira (22), durante o Simpósio Nacional Compras de Alimentos da Agricultura Familiar, em Brasília.

O encontro é uma ação estratégica promovida pelo MDS e Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. O objetivo é fortalecer as aquisições de alimentos da agricultura familiar por parte dos órgãos da União e apresentar o balanço 2017 e a agenda para 2018 para os gestores públicos de órgãos do governo federal, técnicos das áreas de compras e representantes de empreendimentos dos agricultores familiares. 

Saiba mais

Na Compra Institucional, cada agricultor familiar poderá vender até o limite de R$ 20 mil, por ano, para cada órgão comprador. Já as cooperativas ou associações, o limite é de R$ 6 milhões por ano, por órgão comprador.

Para saber mais sobre as chamadas públicas abertas em todo o país, é só acessar o portal www.comprasagriculturafamiliar.gov.br

 *Por André Luiz Gomes

 

Informações sobre os programas do MDS:

0800 707 2003

Informações para a imprensa:

Ascom/MDS

(61) 2030-1505

www.mds.gov.br/area-de-imprensa