Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2018 > Junho > Estados trocam experiências sobre ações voltadas à alimentação adequada no Brasil

Notícias

Estados trocam experiências sobre ações voltadas à alimentação adequada no Brasil

Caisan

Câmaras Intersetoriais de Segurança Alimentar e Nutricional de todo o país estão reunidas para discutir políticas e avaliar resultados
publicado  em 07/06/2018 15h49
Foto: Rafael Zart/MDS Representantes das Câmaras Intersetoriais de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisans) participam de reunião em Brasília.

Representantes das Câmaras Intersetoriais de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisans) participam de reunião em Brasília.

Brasília - Garantir uma alimentação adequada e mais saudável para a população é o motivo que reúne representantes das Câmaras Intersetoriais de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisans) de todo o país nesta quinta (7) e sexta-feira (8), na capital federal. Os gestores estaduais estão avaliando os avanços nas políticas da área e discutindo iniciativas para combater a desnutrição, o sobrepeso e a obesidade nos Estados. 

De acordo com a secretária adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social, Lilian Rahal, o espaço para avaliação dos resultados e a troca de experiências tem reflexos no atendimento à população por meio das políticas públicas. "Precisamos da avaliação dos Estados para verificar como estão chegando as nossas ações às famílias, se o nosso foco de políticas está correto, se as unidades de distribuição de alimentos da agricultura familiar estão sendo bem utilizadas. As Caisans vão nos ajudar a fiscalizar e monitorar melhor as nossas iniciativas", disse. 

Para a secretária executiva do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), Marília Leão, o Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan) está em permanente construção. Segundo ela, encontros que reúnam a sociedade civil e o poder público são fundamentais para o avanço das políticas. “Temos uma agenda conjunta de acabar com a fome e pobreza, além ajudar o Brasil a se desenvolver de forma sustentável. São desafios enormes e sem integrar esforços e articulação não atingiremos o nosso objetivo”, explicou. 

A representante da Caisan cearense, Cristina Canabrava, destacou que o encontro é uma oportunidade para alinhar o discurso, esclarecer dúvidas e compartilhar estratégias para a adesão dos municípios ao Sisan. “Em muitos municípios a segurança alimentar não está inclusa na agenda política. Consequentemente, iremos melhorar a qualidade de vida das pessoas e reduziremos o índice de insegurança alimentar”, afirmou. 

Discussões – Os dados do Mapa de Insegurança Alimentar e Nutricional – um cruzamento de dados do Cadastro Único e do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan) -, a importância do Programa de Fomento às Atividades Rurais - Fomento Rural e o engajamento dos estados no tratamento e na da doença beribéri foram alguns dos temas discutidos nesta quinta-feira (7). O acompanhamento das unidades públicas que desenvolvem ações da área e a articulação entre Estados, municípios e União para garantir uma alimentação saudável serão alguns dos temas abordados durante todo o encontro. 

Informações sobre os programas do MDS:

0800 707 2003

Informações para a imprensa:

Ascom/MDS

(61) 2030-1505

www.mds.gov.br/area-de-imprensa

registrado em: