Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2018 > Dezembro > Avanços em segurança alimentar no Maranhão são destaque em reunião da Caisan

Notícias

Avanços em segurança alimentar no Maranhão são destaque em reunião da Caisan

POLÍTICAS SOCIAIS

publicado  em 21/12/2018 15h18

Os avanços da política de segurança alimentar e nutricional alcançados pelo Estado do Maranhão, nos últimos quatro anos de gestão, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), foram apresentados na última reunião ordinária da Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), realizada na tarde desta sexta-feira (14), no Palácio Henrique de La Rocque.

No evento, a secretária adjunta de Segurança Alimentar da Sedes, Lourvídia Caldas, fez um balanço das ações estruturantes para garantir o direito humano à alimentação adequada aos cidadãos maranhenses, combater a fome e melhorar os indicadores sociais.

Entre as ações apresentadas pela gestora, destaque para o aumento significativo de municípios que aderiram ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan): o Maranhão passou de 12 municípios, em 2014, para 47 municípios com adesão formalizada. O quantitativo é considerado um grande feito, tendo em vista a importância desse colegiado.

O Sisan tem papel fundamental para a gestão intersetorial e participativa, possibilitando a articulação entre os três níveis de governo e a sociedade civil organizada para a implementação e execução das políticas públicas de segurança alimentar e nutricional.

“Além de promover a estruturação da gestão do Sisan em todo o Estado, a Sedes, em parceria com a Caisan e o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), vem realizando uma gama de programas, ações e projetos para a melhoria da qualidade alimentar das população em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar no Maranhão, desde 2015, com avanços significativos, ganhando, inclusive o reconhecimento nacional pelo desenvolvimento dessas políticas”, frisou Lourvídia Caldas, durante a reunião da Caisan.

A ampliação da cadeia de Restaurantes Populares e outros equipamentos de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) também tiveram grande destaque entre as ações implementadas pelo governo com o propósito de fortalecer as políticas na área, pelo aumento vertiginoso na oferta do serviço.

Em quatro anos, a rede de restaurantes populares deu um salto de seis unidades, em 2014, para 23 restaurantes, em 2018. Ainda como equipamento de segurança alimentar, o governo também implantou a primeira Cozinha Comunitária Quilombola do Brasil, construída na comunidade de Marudá, em Alcântara.

Ações como a aquisição de 45 kits de modernização das Unidades de Aquisição e Distribuição de Produtos da Agricultura Familiar (UDAFs) também contribuíram para o desenvolvimento do setor produtivo na área da agricultura.

Ao longo da gestão, foram realizadas centenas de capacitações, como parte da política de Educação Alimentar coordenada pela Sedes. Entre as capacitações estão cursos de gastronomia, oficinas de chefs mirins, cursos de merendeiras, comidas típicas, bolos e doces para festas, panificação, aproveitamento integral dos alimentos, bombons regionais, dentre outros. Ainda na área da Educação Alimentar, destaque também para a implantação do campo de estágio na Sedes, voltado a estudantes universitários na área de nutrição.

Ainda conforme a análise de Lourvídia Caldas na reunião da Caisan, em setembro de 2015, a Sedes passou a operacionalizar o Programa de Aquisição de Alimentos na modalidade Leite (PAA-Leite). Para garantir e melhorar a implementação do programa no Estado, em novembro deste ano, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) lançou edital para aquisição de caminhões para atender aos municípios que operam o PAA-Leite. O convênio possibilitou a aquisição de 16 caminhões tipo baú refrigerado. Atualmente, o Maranhão possui 24 unidades produtivas aderidas ao PAA-Leite.

Informações do site www.ma.gov.br/agenciadenoticias/direitos-humanos/avancos-em-seguranca-alimentar-no-maranhao-sao-destaque-em-reuniao-da-caisan