Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2018 > Abril > Sergipe pretende aderir ao Pacto Nacional de Alimentação Saudável

Notícias

Sergipe pretende aderir ao Pacto Nacional de Alimentação Saudável

SEGURANÇA ALIMENTAR

Também foi discutido o papel da Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan) em Sergipe, com apreciação e aprovação do Regimento Interno
publicado  em 20/04/2018 16h07

A primeira reunião de 2018 da Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan) aconteceu nesta terça-feira, (17). Integrante do Sistema Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan) e vinculado à Secretaria Estadual da Inclusão Social (Seidh), bimestralmente reúne representantes do governo e da sociedade civil para elaborar as políticas e os planos estaduais da área, coordenando e monitorando a execução junto ao Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional  (Consean). A reunião aconteceu na sede da Seidh e contou com representantes das secretarias estaduais da Saúde, Educação, Casa Civil e Inclusão Social.

Na ocasião, foi discutido o papel da Caisan em Sergipe, com apreciação e aprovação do Regimento Interno. Também foi pautado o Convênio do Sisan, quando foram apresentados os critérios e o passo a passo para os municípios que desejam fazer a adesão. Em seguida, foi analisada a documentação referente à adesão do município de Aracaju ao sistema. A solicitação foi aprovada e seguirá para análise do Consean.

"Abordamos a adesão do Estado de Sergipe ao Pacto de Alimentação Saudável, lançado em 2015 pelo Governo Federal para a promoção do consumo de alimentos saudáveis, a ampliação das condições de oferta e a disponibilidade desses alimentos para combater o sobrepeso, a obesidade e as doenças decorrentes da má alimentação da população brasileira", comentou Lucileide Rodrigues, diretora do Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional da Seidh, ressaltando que o Pacto é mais um instrumento para criar estratégias de combate a insegurança alimentar em Sergipe. 

“As diversas secretarias que compõem o Caisan estão unidas nesse sentido. Na próxima reunião, construiremos esse documento e encaminharemos ao Ministério do Desenvolvimento com as vertentes e demandas, visando diminuir os cenários de insegurança alimentar no nosso Estado”, explicou.

De acordo com a secretária interina da Casa Civil, Conceição Vieira, é importante discutir coletivamente as políticas públicas para esta área. "Essas reuniões  têm o objetivo de garantir e estimular o fortalecimento do nosso trabalho para promover uma melhor qualidade de vida para as pessoas. Estamos fazendo isso em conjunto, sob a coordenação da Seidh, reunindo várias secretarias para implementar efetivamente as políticas em torno da segurança alimentar da população”, comentou. 

A presidente do Consean, Carivalda Souza, afirmou que a reunião foi proveitosa porque reforçou o papel do Conselho e também dos municípios. "Tratamos dos detalhes sobre as políticas e as práticas de segurança alimentar nacional e estaduais. O trabalho do Consean não se resume somente a monitorar e fiscalizar, mas também efetivar as políticas públicas dentro do município, através da criação de adesão ao Sisan", disse.

Fonte: Agência Sergipe de Notícias

registrado em: