Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2018 > Abril > Oficina debate ações do governo federal para combater sobrepeso e obesidade

Notícias

Oficina debate ações do governo federal para combater sobrepeso e obesidade

Coordenado pelo MDS, encontro teve como objetivo a troca de experiências e o desenvolvimento de estratégias para enfrentar o problema
publicado  em 17/04/2018 19h07
Foto: Rafael Zart/MDS

Brasília – Mais da metade da população brasileira tem sobrepeso, enquanto 7 milhões de pessoas vivem em situação de insegurança alimentar grave, segundo dados do Ministério da Saúde (MS). Com o objetivo de encontrar soluções e desenvolver estratégias para enfrentar o problema, o Comitê Técnico de Prevenção e Controle da Obesidade da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan) promoveu oficina com pesquisadores e especialistas no tema, nesta terça-feira (17), em Brasília (DF).

A Caisan é coordenada pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e parte do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan). Segundo a diretora de Estruturação e Integração dos Sistemas Públicos Agroalimentares do ministério, Patrícia Gentil, uma das principais ações do governo federal tem como base a agricultura familiar, estimulando o consumo de alimentos saudáveis e ampliando a oferta e disponibilidade desses produtos, principalmente para as famílias mais pobres.

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é importante na agenda do combate à obesidade. Além disso, temos hoje toda uma discussão em torno da educação alimentar e nutricional na rede socioassistencial. É um movimento que a Sesan vem fazendo com a Snas”, explicou a diretora.

Patrícia destacou ainda que o debate não deve ficar apenas no âmbito do Ministério da Saúde, por isso a Caisan é importante para a política de segurança alimentar e nutricional. “Certamente esse espaço intersetorial é fundamental para discutir a questão do sobrepeso e da obesidade. Historicamente, é uma agenda do Ministério da Saúde, mas hoje esses temas são vistos como um problema social”.

O pesquisador australiano Boyd Swinburn participou das discussões. Ele é diretor do Centro Colaborador da Organização Mundial da Saúde para a Prevenção da Obesidade na Universidade Deakin, em Melbourne, na Austrália. O professor lidera a Rede Informas - composta por organizações de interesse público e pesquisadores - que monitora, pesquisa e apoia ações voltadas para questões sobre alimentação e obesidade.

Para Swinburn, muitas nações escolhem o Brasil como referência pela liderança do país e experiência com segurança alimentar e nutricional. “O trabalho do governo federal na área da agricultura familiar com o fornecimento de alimentação escolar para os alunos de escolas públicas é inovador. Além disso, a intersetorialidade entre setores do governo para debater  políticas de segurança alimentar e nutricional é algo difícil de ser estruturado em outros países”, destacou.

Saiba Mais
A Caisan reúne representantes de 20 ministérios e secretarias especiais. A câmara é uma instância governamental responsável pela coordenação e pelo monitoramento intersetorial das políticas públicas, na esfera federal, relacionadas à segurança alimentar e nutricional, ao combate à fome e à garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA).

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa

registrado em: