Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2018 > Abril > EMEF Paul Harris é bronze em feira científica no México

Notícias

EMEF Paul Harris é bronze em feira científica no México

Três estudantes da EMEF Paul Harris conquistaram na quarta-feira, 14 de março, a medalha de bronze na feira científica Infomatrix Latinoamérica, em Guadalajara, no México.
publicado  em 04/04/2018 17h44

Três estudantes da EMEF Paul Harris conquistaram na quarta-feira, 14 de março, a medalha de bronze na feira científica Infomatrix Latinoamérica, em Guadalajara, no México. Morgana Donatti, Isadora Aquino da Costa e Júlia Rafaela Rodrigues apresentaram o projeto escolar “Promovendo Hábitos Saudáveis com uma Horta Escolar”. O trabalho tem o objetivo de transformar espaços improdutivos da escola em uma horta vertical - capaz de fornecer alimentos saudáveis aos estudantes, além de ser fonte de aprendizagem para a instituição. As alunas alcançaram o terceiro lugar numa disputa acirrada - foram 300 projetos participantes de seis países, sendo eles México, Brasil, Peru, Colômbia, Bolívia e Equador.

“Nós temos um ensino de qualidade, apesar das dificuldades dos dias atuais. Com certeza esses alunos, com suas conquistas e reconhecimento, irão estimular outros estudantes a também se dedicarem e acreditarem nos seus sonhos”, garante o diretor da EMEF Paul Harris, Ademir Auler. Ele destaca a importância do reconhecimento destes projetos no auxílio à educação no município. Para a secretária adjunta de Educação, Mariléia Sell, esta conquista é a reafirmação da qualidade do trabalho interdisciplinar dos professores provocado pelo incentivo a projetos escolares. Um baile está marcado para o dia 24 de março, quando a escola completa 50 anos. A comemoração será realizada na Sociedade Ipiranga e os convites poderão ser adquiridos na secretaria da escola.

Prata no Equador - O trabalho conjunto entre pais, equipe diretiva, professores e prefeitura rendeu à escola, além do bronze no México, a prata no Equador. Em fevereiro, os alunos Braian Bento Araújo, Bernardo Silvestre de Vargas e Gabriel Montesdioca Rodrigues representaram São Leopoldo na Infomatrix Sudamérica, sendo a única equipe brasileira da competição. O projeto “Tecnologia como Auxílio na Inclusão – APIS” tem o objetivo de proporcionar uma nova ferramenta de auxílio à aprendizagem, auxiliando na inclusão de alunos, tanto daqueles que têm dificuldade de aprendizagem, quanto aqueles que têm necessidades educacionais especiais.

A verba arrecadada para as viagens internacionais dos estudantes foi obtida através de rifas, patrocínios e apoio da SMED (para conferir quanto foi investido pela prefeitura neste projeto, acesse o portal Contas Abertas da prefeitura em www.saoleopoldo.rs.gov.br/contasabertas. O prefeito Ary Vanazzi, pouco antes da viagem, solicitou um novo encontro com os estudantes ao retornarem da feira para a apresentação dos resultados. O objetivo é desenvolver um trabalho de parceria entre escola, professores e SMED na organização de um calendário para levar os projetos às outras escolas da rede. "Esta é uma chance que pode mudar a vida dos estudantes, pois eles tem um papel importante na comunidade e serão lembrados por essa conquista", comenta Vanazzi.

Fonte: Prefeitura Municipal de São Leopoldo (RS)

registrado em: