Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Setembro > Oficina de hortas caseiras atrai crianças e adultos

Notícias

Oficina de hortas caseiras atrai crianças e adultos

SEGURANÇA ALIMENTAR

Durante atividade promovida na tenda Alimentação Saudável, público aprendeu as técnicas para cultivar qualquer tipo de planta em casa ou no apartamento
publicado  em 15/09/2017 16h48
Foto: Rafael Zart/MDS

Brasília – Alface, couve, manjericão, hortelã, cebolinha e diversas outras plantas colhidas diretamente do quintal. A oficina sobre horta caseira em pequenos espaços cativou nesta sexta-feira (15) o público na tenda Alimentação Saudável, espaço do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e parceiros no X Congresso Brasileiro de Agroecologia.

Durante a atividade, crianças e adultos aprenderam as técnicas para cultivar uma horta em casa ou no apartamento, de maneira fácil e sustentável. Com os olhos atentos a todas as dicas, o pequeno Guilherme Guimarães, 8 anos, contou que gostou muito de sentir o cheiro do manjericão. Ele e sua turma do terceiro ano do ensino fundamental da Escola Classe 25, em Ceilândia, a 25 quilômetros de Brasília, acordaram cedo para participar da oficina. Com o que aprenderam, eles vão fazer uma horta dentro da sala de aula para plantar morangos.

“Eu achei tudo muito legal. Gostei de ver como mexe na terra. Senti o cheiro do manjericão e plantei uma alface. Vou falar para a minha mãe que eu gostaria de ter uma horta lá em casa ”.

Quem também gostou do que viu foi Dulcine Irmã de Castro, 84 anos. A aposentada tem uma horta em seu apartamento, em Brasília, e vai aproveitar as dicas para aprimorar o cultivo. “Fiz uma jardineira de mais ou menos um metro. Tenho açafrão da terra, gengibre, alecrim, tomilho e um monte de outros temperos. O que aprendi aqui é que é melhor colocar tudo em vasos. A minha horta é vida. Eu entro em casa e parece que estou em um paraíso”.

O gestor ambiental Juarez Alves Martins ministrou a oficina. Ele faz parte da equipe de voluntários da Horta Linda, uma empresa que oferece aulas de hortas orgânicas em Brasília. Martins mostrou como se monta a horta – da escolha do lugar até o tipo de alimento que pode plantar em cada ambiente. “Todos podem plantar. Não importa onde você mora. A horta é muito inclusiva. Conheço pessoas que, com a hortinha em casa, conseguiram melhorar de problemas como depressão, por exemplo. A horta une todos.”

Leia Também:
Público do Congresso de Agroecologia 2017 prestigia tenda Alimentação Saudável
Guia Alimentar da População Brasileira é tema de roda de conversa
Oficina Comer Pra Quê? promove discussão sobre hábitos alimentares
Painel aborda estratégias de mercado para os produtos da sociobiodiversidade
MDS cadastra cooperativas de agricultores familiares para comercializar produtos para órgãos federais
Plataforma do Idec localiza as feiras orgânicas mais próximas da sua casa
Benefícios dos temperos na alimentação infantil são tema de palestra na tenda Alimentação Saudável
Tenda Dona Flor promove rodas de conversas sobre a saúde dos povos e comunidades tradicionais
Nutricionista da Emater-DF ensina receitas de sucos funcionais durante oficina
Oficina debate modelo de comercialização de alimentos com o apoio da comunidade
Feira Agroecológica e da Sociobiodiversidade é oportunidade de negócios e troca de experiências
Programa Cisternas é tema de roda de conversa

Encontro – A tenda Alimentação Saudável é organizada pela Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), coordenada pelo MDS. No espaço, foram promovidos até esta sexta-feira (15) painéis, oficinas e rodas de conversa. As atividades foram desenvolvidas em parceria com Ministério do Meio Ambiente, Ministério da Saúde, Consea, Emater-DF, Slow Food Brasil, CSA Brasília, Fiocruz, UnB e Idec.

O Congresso de Agroecologia 2017 é a realização simultânea do VI Congresso Latino-americano de Agroecologia, X Congresso Brasileiro de Agroecologia e V Seminário de Agroecologia do Distrito Federal e Entorno.

Os eventos são promovidos pela Sociedade Científica Latino-americana de Agroecologia (Socla) e Associação Brasileira de Agroecologia (ABA-Agroecologia), organizados em Brasília por uma comissão formada por representantes da Embrapa, Universidade de Brasília, Emater-DF, Secretarias de Estado do GDF (Seagri e Sedestmidh), Ibram e ISPN. Conta com o apoio de vários ministérios, organizações e movimentos sociais. O evento é patrocinado por BNDES, Itaipu Binacional e Fundação Banco do Brasil.

Tendas Alimentação Saudável e Dona Flor: Saberes e Práticas de Saúde e Cura  (12/09/2017)

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa

registrado em: