Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Setembro > Benefícios dos temperos na alimentação infantil são tema de palestra na tenda Alimentação Saudável

Notícias

Benefícios dos temperos na alimentação infantil são tema de palestra na tenda Alimentação Saudável

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

A nutricionista Deise Lopes defendeu a construção do paladar das crianças por meio de alimentos saudáveis
publicado  em 13/09/2017 19h42
Fotos: Rafael Zart/MDS

Brasília – Coentro, açafrão, pimenta. Temperos que remetem à memória afetiva do paladar. Entre tantos outros, são eles que dão sabor aos alimentos, mas seus poderes vão além. A cozinha de casa funciona como uma farmácia, pois os temperos funcionam como remédios naturais.

A nutricionista Deise Lopes, das Comunidades que Sustentam a Agricultura (CSA) Toca da Coruja, do Distrito Federal, conversou nesta quarta-feira (13) sobre esses benefícios com o público da tenda Alimentação Saudável, no X Congresso Brasileiro de Agroecologia.

O espaço, organizado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e parceiros, integra a programação do X Congresso Brasileiro de Agroecologia, que vai até sexta-feira (15) na capital federal.

Na palestra sobre “Temperos e plantas medicinais na alimentação e a construção do paladar em crianças”, Deise explicou que a garotada tem muita dificuldade em consumir alimentos novos. “Elas são acostumadas desde cedo com o paladar de comida industrializada”, disse.

Segundo ela, o ideal é estimular a construção do paladar por meio de alimentos saudáveis. “Quando você fala de comida, a memória remete mais aos temperos que os ingredientes principais. É isso que queremos incentivar. O tempero nos remete às nossas raízes. A alimentação fala de onde a gente vem”.

Para a professora Ana Carolina Carvalho, de Teófilo Otoni (MG), a conversa foi enriquecedora. Mãe de uma menina de um ano e oito meses, ela se preocupa com a alimentação da filha. Disse que vai se esforçar ainda mais para que a pequena mantenha hábitos saudáveis.

“Toda informação é importante para ampliar o nosso repertório na cozinha já que estamos na fase de introdução alimentar da criança. Penso muito na questão da obesidade infantil que tem crescido cada vez mais no Brasil”. Ana Carolina acredita que, se trabalhar o conceito de alimentação saudável na infância, a filha terá na vida adulta “uma alimentação diferenciada e maior cuidado com a saúde”.

E a professora tem razão em se preocupar. No Brasil, segundo a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2016), do Ministério da Saúde, a obesidade atingiu 18,9% da população em 2016, quase um em cada cinco brasileiros. Além disso, 53,8% têm sobrepeso, o que corresponde mais da metade dos adultos que residem em capitais do país.

Leia Também:
Público do Congresso de Agroecologia 2017 prestigia tenda Alimentação Saudável
Oficina de hortas caseiras atrai crianças e adultos
Guia Alimentar da População Brasileira é tema de roda de conversa
Oficina Comer Pra Quê? promove discussão sobre hábitos alimentares
Painel aborda estratégias de mercado para os produtos da sociobiodiversidade
MDS cadastra cooperativas de agricultores familiares para comercializar produtos para órgãos federais
Plataforma do Idec localiza as feiras orgânicas mais próximas da sua casa
Tenda Dona Flor promove rodas de conversas sobre a saúde dos povos e comunidades tradicionais
Nutricionista da Emater-DF ensina receitas de sucos funcionais durante oficina
Oficina debate modelo de comercialização de alimentos com o apoio da comunidade
Feira Agroecológica e da Sociobiodiversidade é oportunidade de negócios e troca de experiências
Programa Cisternas é tema de roda de conversa

Evento – A tenda Alimentação Saudável é organizada pela Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), coordenada pelo MDS. No espaço, serão promovidos painéis, oficinas, rodas de conversa em parceria com Ministério do Meio Ambiente, Ministério da Saúde, Consea, Emater-DF, Slow Food Brasil, CSA Brasília, Fiocruz, UnB e Idec.

O Congresso de Agroecologia 2017 é a realização simultânea do VI Congresso Latino-americano de Agroecologia, X Congresso Brasileiro de Agroecologia e V Seminário de Agroecologia do Distrito Federal e Entorno.

Os eventos são promovidos pela Sociedade Científica Latino-americana de Agroecologia (Socla) e Associação Brasileira de Agroecologia (ABA-Agroecologia), organizados em Brasília por uma comissão formada por representantes da Embrapa, Universidade de Brasília, Emater-DF, Secretarias de Estado do GDF (Seagri e Sedestmidh), Ibram e ISPN. Conta com o apoio de vários ministérios, organizações e movimentos sociais. O evento é patrocinado por BNDES, Itaipu Binacional e Fundação Banco do Brasil.

Tendas Alimentação Saudável e Dona Flor: Saberes e Práticas de Saúde e Cura  (12/09/2017)

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa

registrado em: