Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Novembro > Compra Institucional abre mercado para agricultores familiares de Rondônia

Notícias

Compra Institucional abre mercado para agricultores familiares de Rondônia

PAA

Produtores da região estão se organizando para comercializar para os órgãos públicos do governo federal
publicado  em 20/11/2017 17h14

Brasília – O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) está abrindo um mercado importante para os agricultores familiares de Rondônia.  Por meio da modalidade Compra Institucional, os produtores da região estão se organizando para comercializar para os órgãos públicos do governo federal. As compras de alimentos são feitas por meio de chamadas públicas. No Estado, o potencial de compras da agricultura familiar é de mais de R$ 50 milhões. Exército e a Aeronáutica já começaram as primeiras compras.

Em Porto Velho, a Cooperativa Agro Verde (Coopagroverde) entrega para a 17ª Brigada de Infantaria de Selva, desde agosto, sucos, iogurte, queijo e peixe. A cooperativa foi criada em 2001 para vender para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

Em junho, o empreendimento participou da primeira chamada pública para o Exército, por meio da modalidade Compra Institucional do PAA. Hoje com 84 cooperados, a expectativa é de dobrar o número de agricultores familiares agora que as vendas estão melhorando.

Segundo o presidente da Coopagroverde, Cirineu Fernandes Figueiredo, 57 anos, os agricultores estão empolgados com o novo mercado e as próximas vendas. “Quando criamos a cooperativa, abriu-se uma linha de crédito. Agora, os insumos e todo o material que é usado na agricultura a gente compra pela cooperativa. Isso favorece mais para a gente.”

Figueiredo também é agricultor familiar; trabalha desde criança na roça. No seu sítio, ele planta goiaba e acerola com a ajuda da esposa e dois filhos. Para ele, o PAA Compra Institucional está incentivando muitos agricultores a continuar plantando. “É um programa que deu certo. Abriu espaço para o pequeno produtor participar de chamada pública e oferecer os produtos que ele tem.”

Os órgãos públicos do governo federal devem comprar pelo menos 30% dos alimentos da agricultura familiar. De acordo com a coordenadora-geral de Aquisição e Distribuição de Alimentos do MDS, Hetel Santos, o governo federal está trabalhando para fortalecer o segmento, gerando renda para os pequenos produtores e garantindo melhores condições para a população do campo.

“O papel do MDS é fortalecer a economia local, gerando recurso, e que esse recurso fique ali no Estado, na cidade, promovendo a agricultura familiar, em circuitos curtos de abastecimento”.

Saiba mais
Para aproximar os órgãos públicos dos agricultores familiares, o MDS criou o portal Compras da Agricultura Familiar – www.comprasagriculturafamiliar.gov.br – plataforma onde agricultores podem encontrar todas as chamadas abertas no país.

*Por Pamela Santos

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa 

registrado em: