Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Agosto > Governos federal, estadual e municipais debatem fortalecimento da segurança alimentar com a sociedade em Sorocaba

Notícias

Governos federal, estadual e municipais debatem fortalecimento da segurança alimentar com a sociedade em Sorocaba

SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

Representantes de entidades, acadêmicos, cooperativas e associações de produtores rurais e autoridades no tema de mais de 40 municípios paulistas participaram das atividades
publicado  em 07/08/2017 15h14

A integração entre as políticas para garantir acesso da população a uma alimentação de qualidade em âmbito federal, estadual e municipal e fortalecer o sistema de compras públicas da agricultura familiar foram foco dos debates realizados na última terça-feira (1) durante o Encontro Regional de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável, em Sorocaba.

O evento foi realizado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro) e Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Consea/SP) e do Ministério do Desenvolvimento Social, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional.

Representantes de entidades, acadêmicos, cooperativas e associações de produtores rurais e autoridades no tema de mais de 40 municípios paulistas participaram das atividades, que incluíram palestras, mesas redondas e debates com especialistas, possibilitando o intercâmbio das experiências já realizadas e acesso aos programas de abastecimento.

Para o secretário de Agricultura e Abastecimento paulista, Arnaldo Jardim, a reunião possibilita tratar da integração e uma importante política pública, caracterizar a função social do alimento e de base de incentivo ao combate do desperdício da produção. “Todos que estão reunidos aqui sabem da importância de não só suprir a população com alimentos, mas que eles tenham qualidade, como também de priorizar os métodos que atendam às necessidades dos pequenos e médios produtores e de acreditar no cooperativismo como uma forma de evitar a concentração de renda e território”, afirmou.

De acordo com o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, Caio Tibério da Rocha, o seminário realizado no Estado de São Paulo é o que registrou maior público entre todos os eventos já realizados no País, o que aumenta a responsabilidade de direcionar os recursos. “Temos produtores que necessitam de impulso para que, com apoio da assistência técnica, possam gerar a sua renda”, afirmou.


Com o principal objetivo de apoiar a agricultura familiar e o desenvolvimento local, com o debate dos temas mais relevantes, afirmou Rocha, “o evento deve ter a possibilidade de, futuramente, medir os resultados das ações e parcerias firmadas, promovendo o intercâmbio de informações”.

O prefeito de Sorocaba, José Caldini Crespo, se mostrou entusiasmado pelo fato do município sediar o encontro. “Nosso município é um importante polo da região e estamos engajados em promover o desenvolvimento social de cada um dos indivíduos. Esta é a oportunidade para que os programas estaduais e federais de abastecimento possam trazer desenvolvimento econômico e social para a região, por meio da agricultura, segmento importante para que os demais setores possam se desenvolver a contento.

Para o presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea/SP), Érico Pozzer, muitas ações têm sido realizadas, mas é preciso continuar lutando. “Com 45 milhões de habitantes, São Paulo é considerado um Estado rico, mas ainda existem bolsões de necessidade. É nossa responsabilidade fazer com que as políticas públicas cheguem até esse público, para que o alimento chegue do campo até a mesa de todos”, concluiu.

Criado para possibilitar o acesso ao alimento, sua disponibilidade e uso biológico, a política de segurança alimentar e nutricional tem assumido um novo papel na sociedade, na opinião da docente da Universidade Paulista (Unesp) Maria Rita Marques de Oliveira. “Por meio da intersetorialidade, o alimento atualmente une o desenvolvimento social e econômico. O direito da população não é só de ter comida no prato, mas sim um alimento de qualidade tanto no campo como na cidade, por isso precisamos pensar em formas efetivas de abastecimento”, afirmou.

 

Autidório lotado de representantes de entidades, produtores e da sociedade acompanharam as palestras sobre os programas e ações de fortalecimento da segurança alimentar (Foto: Paulo Prendes)

Autidório lotado de representantes de entidades, produtores e da sociedade acompanharam as palestras sobre os programas e ações de fortalecimento da segurança alimentar (Foto: Paulo Prendes)

 

Programação
O evento contou ainda com as palestras “Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional”, com a diretora do Departamento de Estruturação e Integração de Sistemas Públicos Agroalimentares do Ministério, Patrícia Gentil; “Programa de Aquisição de Alimentos: Compras Públicas Institucionais”, ministrada pela coordenadora-Geral de Aquisição e Distribuição de Alimentos, Hétel dos Santos.

Foram também realizadas as mesas redondas “Estruturação e integração do Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional nas três esferas de governo”, com Patrícia Gentil, o secretário-executivo do Consea e coordenador da Codeagro, José Valverde Machado Filho, e o secretário de Abastecimento e Nutrição da Prefeitura de Sorocaba, Alexandre Hugo de Morais; e “Compras Públicas Institucionais”, com Hétel dos Santos, o diretor do Instituto de Cooperativismo e Associativismo (ICA), Diógenes Kassaoka, e o diretor executivo da Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp),  Marco Aurélio Pilla Souza.

Por Paloma Minke
Fotos: Paulo Prendes

Fonte: Secretaria de Agricultura e Abastecimento - SP

registrado em: