Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Brasil Sem Miséria > O que é

Apresentação

publicado  em 07/08/2015 10h03

O Plano Brasil sem Miséria foi criado para superar a extrema pobreza no país, sempre tendo em vista que a pobreza não se resume a uma questão de renda. Segurança alimentar e nutricional, educação, saúde, acesso a água e energia elétrica, moradia, qualificação profissional e melhora da inserção no mundo do trabalho são algumas das dimensões em que a pobreza se manifesta. E todas elas são prioridades no Plano.  

Para lidar com tantos desafios, o Brasil sem Miséria se organizou em três eixos:

-  garantia de renda, para alívio imediato da situação de pobreza;
-  acesso a serviços públicos, para melhorar as condições de educação, saúde e cidadania das famílias;
-  inclusão produtiva, para aumentar as capacidades e as oportunidades de trabalho e geração de renda entre as famílias mais pobres do campo e da cidade.

Coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social, o Plano conta com a participação de 22 ministérios, além da parceria de estados e municípios, de bancos públicos, do setor privado e da sociedade civil.

Todas as metas inicialmente colocadas para o Brasil sem Miséria foram cumpridas, levando o país a um novo patamar em termos de proteção social.

Os aprimoramentos que o Plano proporcionou ao Bolsa Família permitiram acabar com a extrema pobreza no universo do programa, retirando 22 milhões de pessoas da miséria. Mais de 1,75 milhão de pessoas de baixa renda se matricularam em cursos de qualificação profissional do Pronatec, melhorando suas perspectivas de trabalho e renda. Mais de 960 mil cisternas, incluindo as de consumo e as de produção, foram construídas e entregues desde o início do Brasil sem Miséria. E os repasses da Ação Brasil Carinhoso aos municípios contribuíram para que a quantidade de crianças do Bolsa Família matriculadas em creches aumentasse 33% entre 2011 e 2014. Esses são apenas alguns dos principais resultados alcançados pelo Plano.

Agora, o objetivo é preservar as conquistas e ir além, criando cada vez mais oportunidades para os brasileiros que mais precisam. Para tanto, é preciso continuar contando com uma estratégia nacional ampla, sistemática e articulada de combate à pobreza. Por isso as iniciativas do Brasil sem Miséria foram mantidas e, em muitos casos, fortalecidas, em especial para encontrar e incluir nos programas sociais os brasileiros que permaneçam desprotegidos e para avançar na estratégia de inclusão produtiva e na consolidação de uma Pátria Educadora.