Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > Governo federal apresenta ações da área social e de geração de emprego e renda que compõem o plano de segurança pública do RJ

Governo federal apresenta ações da área social e de geração de emprego e renda que compõem o plano de segurança pública do RJ

publicado  em 04/08/2017 18h27
Agência MDS - Release Radio - 04/08/2017 - Governo federal apresenta ações da área social e de geração de emprego e renda que compõem o plano de segurança pública do RJ

 

LOC: Em coletiva de imprensa no Palácio do Planalto, nesta quinta-feira, os ministros do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, da Cultura, Sérgio Sá Leitão, e dos Transportes, Maurício Quintella Lessa, apresentaram as ações na área social, da cultura e da infraestrutura que vão complementar o plano de segurança pública para o Rio de Janeiro./ A ideia é promover o resgate da cidadania das pessoas que vivem em áreas violentas, retomando a oferta de serviços públicos, além de incentivar a economia e a geração de renda./ O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, coordena as medidas da área social./ Entre elas, estão a promoção de atividades esportivas e de capacitação profissional, principalmente em programação e tecnologia, para manter os adolescentes e jovens mais pobres afastados da criminalidade./ As atividades serão realizadas em parceria com as Forças Armadas, Ministérios da Educação e do Esporte, iniciativa privada e Sistema S./

De acordo com o ministro Osmar Terra, a ação será focada em áreas com altos índices de violência./ O objetivo é oferecer oportunidades e novas perspectivas aos jovens de baixa renda./

Sonora Osmar Terra – ministro do Desenvolvimento Social


LOC: Até o final de 2018, o governo federal quer atender 50 mil adolescentes e jovens, com idades entre 12 e 29 anos, que recebem o Bolsa Família e vivem nas áreas de maior risco./ A estratégia envolve atividades de reforço escolar, prática esportiva e capacitação profissional no turno inverso ao da escola./ Como incentivo, as famílias terão o valor do Bolsa Família duplicado, desde que os filhos participem das atividades./ Segundo Osmar Terra, a ação vai oferecer a base para que os jovens tenham um futuro melhor./

Sonora Osmar Terra – ministro do Desenvolvimento Social


LOC: Também são previstas ações de acompanhamento de jovens infratores que cumprem medidas socioeducativas de privação de liberdade./ A ideia é realizar visitas domiciliares e atendimento multidisciplinar para o jovem e família, além de oferecer oportunidades de emprego, para evitar que eles voltem a cometer crimes./ A estimativa é que os investimentos em todas as ações na área social cheguem a 200 milhões de reais./ Já para reaquecer a economia da cidade e gerar oportunidades de emprego e renda, o Ministério da Cultura planeja uma série de ações com foco na promoção de eventos culturais, turísticos e esportivos./ A ideia é organizar um calendário com mais de 150 eventos ao longo de 2018./ Segundo estimativas, o projeto Rio de Janeiro a Janeiro teria potencial para aumentar em 20% o número de turistas no Rio, fortalecendo a economia e gerando até 6 bilhões de reais em negócios./ Conforme o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, as medidas são fundamentais para reestruturar os serviços do Estado e enfrentar a violência./

Sonora Sérgio Sá Leitão – ministro da Cultura


LOC: As ações da área social e de estímulo à economia para o Rio de Janeiro envolvem os ministérios do Desenvolvimento Social, do Esporte, da Cultura, do Turismo, Defesa, Saúde, Educação, além da Embratur, iniciativa privada e sociedade civil./ A expectativa é que parte das medidas tenham início em setembro./ O trabalho vai complementar as ações de policiamento, inteligência e repressão ao crime que já estão em andamento no Rio de Janeiro./

Reportagem, Rodrigo Saccone