Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2019 > Setembro > Ministério da Cidadania assina com Islândia acordo de prevenção às drogas

Ministério da Cidadania assina com Islândia acordo de prevenção às drogas

publicado  em 02/09/2019 20h00

 


 

Ministério da Cidadania assina com Islândia
acordo de prevenção às drogas

LOC: Reduzir os ambientes de riscos que possam levar crianças e adolescentes a se tornarem usuários de drogas. É o que pretende o Ministério da Cidadania que assinou, nesta quarta-feira, uma carta de intenções com o Centro Islandês de Pesquisa e Análise Social para aplicar o modelo do Programa Planet Youth em dez cidades brasileiras - entre elas, as cinco cidades que fazem parte do programa de enfrentamento à criminalidade Em Frente, Brasil, lançado na última semana.

O programa iniciou na Islândia em 1998 e, de acordo com dados apresentados, naquele ano, 42% dos jovens entre 15 e 16 anos admitiram ter bebido no último mês. Em 2016, o percentual caiu para 5%. Juntamente com a queda, os índices de crimes, roubos, vandalismo, agressão entre adolescentes, seguiram uma redução similar.

De acordo com o ministro da Cidadania, Osmar Terra, o Brasil não poderia ficar de fora desse trabalho.

SONORA: OSMAR TERRA - MINISTRO DA CIDADANIA

LOC: Segundo o diretor do Centro Islandês de Pesquisa e Análise Social, Jón Sigfusson, o programa se baseia no fortalecimento de atividades extracurriculares e do papel da família no combate às drogas. Jón disse que é necessário iniciar imediatamente depois que as crianças nascem, conscientizando os pais de como devem agir, mostrando os riscos de optar pelo mal caminho das drogas.

Durante a manhã, no Senado Federal, Jón Sigfusson mostrou que a experiência da Islândia em prevenção foi baseada em três pilares: utilizar evidências, implementar em cidades e comunidades respeitando as diferenças locais e promover o diálogo entre a academia, os formuladores de políticas e quem as executa.

Já á tarde, técnicos da Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção ao Uso de Drogas do Ministério da Cidadania, acompanhados por gestores das pastas de Educação, Saúde e Justiça e Segurança Pública, participaram de uma oficina com o diretor do Centro Islandês de Pesquisa e Análise Social, Jón Sigfusson, puderam se debruçar sobre o programa e analisar uma forma de adaptar a iniciativa no Brasil.

De acordo com o secretário Nacional de Cuidados e Prevenção ao Uso de Drogas, Quirino Cordeiro, o modelo islandês caminha junto ao que o governo federal vem realizando na área de prevenção às drogas.

SONORA: QUIRINO CORDEIRO JR. - SECRETÁRIO DE CUIDADOS E PREVENÇÃO ÀS DROGAS

LOC: A Nova Lei de Drogas foi sancionada em junho pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. Entre as modificações, ela estabelece ações mais rígidas contra o tráfico de drogas, prevê a internação involuntária de usuários para desintoxicação e reforça o trabalho das comunidades terapêuticas. A Política Nacional Sobre Drogas é desenvolvida em conjunto pelos ministérios da Cidadania, Saúde, Justiça e Segurança Pública, e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. A pasta da Cidadania é responsável pelo tratamento de dependentes químicos com foco na estratégia da abstinência dos usuários. Para saber mais sobre o assunto, acesse: cidadania.gov.br

Reportagem, Alessandro Mendes

Ouça aqui (3'42)