Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2019 > Março > Criança Feliz: especialistas e pesquisadores internacionais acompanham visita domiciliar

Criança Feliz: especialistas e pesquisadores internacionais acompanham visita domiciliar

publicado  em 11/03/2019 19h57

 

 


 


LOC: Todas as semanas, a Jéssica Chaves, de 20 anos, e o filho Enzo Gabriel, com 2 anos e 9 meses, recebem a visita domiciliar da Luana Porto, visitadora do Criança Feliz, em Novo Gama, Goiás. Nesta segunda-feira, o trabalho foi acompanhado por especialistas internacionais em desenvolvimento infantil da Universidade de Toronto, no Canadá, da Fundação Bernard Van Leer e consultores do Criança Feliz. Eles vieram aprender e avaliar o programa, que já chegou a mais de 519 mil pessoas do Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada, o BPC. 

Jessica conta que o Criança Feliz transformou a relação em casa e que nota muitas diferenças no comportamento do filho desde quando começou o atendimento, há um ano e meio.

SONORA BENEFICIÁRIA JÉSSICA CHAVES

LOC: Nestas terça e quarta-feira, em Brasília, estes especialistas, pesquisadores e gestores do programa em todo o país discutem formas de ampliar e qualificar as ações. Eles participarão do Seminário Internacional da Primeira Infância, promovido pelo Ministério da Cidadania. O secretário Especial do Desenvolvimento Social, Lelo Coimbra, também acompanhou a visita e destaca a eficácia do Criança Feliz.

SONORA SECRETÁRIO ESPECIAL LELO COIMBRA

LOC: Após a visita, a diretora de programas da Fundação Bernard Van Leer - instituição parceira do Criança Feliz-, a equatoriana Cecília Vaca Jones, ressaltou que apostar na primeira infância é um diferencial nas ações que visam a superação da pobreza.

SONORA DIRETORA DE PROGRAMAS CECÍLIA VACA JONES

LOC: O Ministério da Cidadania coordena as ações do Criança Feliz por meio da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social. O programa integra as áreas da saúde, assistência social, educação, justiça, cultura e direitos humanos. Nas visitas semanais, técnicos capacitados orientam sobre o desenvolvimento das crianças de até 3 anos beneficiárias do Bolsa Família e de até 6 anos que recebem o BPC. As gestantes também recebem atendimento.

Reportagem, André Luiz Gomes.