Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2019 > Maio > Centro-Dia é rede de apoio para mães de crianças com microcefalia em Campina Grande (PB)

Centro-Dia é rede de apoio para mães de crianças com microcefalia em Campina Grande (PB)

publicado  em 10/05/2019 13h45

 

 


 

LOC: As mães de crianças com microcefalia são as pernas, as mãos e a voz dos filhos./ Suas maiores vitórias surgem em atos simples, como no momento de alimentá-los e nas brincadeiras./ A doença ganhou a atenção do país a partir de 2015, com a epidemia do Zika vírus na região de Campina Grande,  na Paraíba./ Priorizando o atendimento a vítimas da doença, o Centro-Dia do município é uma iniciativa do governo federal que dá suporte, também, aos familiares dos pacientes./ Na unidade, as mães e os pais recebem apoio psicológico e social, juntamente com os seus filhos./ 

Mesmo em meio às dificuldades, quando o relógio desperta pela manhã, Ana Paula Cordeiro, de 38 anos, veste a armadura e luta contra suas aflições./ Mãe de Paloma Vitória, de cinco anos, a dona de casa mantém-se firme pela filha com microcefalia./ 

SONORA ANA PAULA CORDEIRO

LOC: Caio, de oito anos, é autista e primôgenito de Jucilúcia Barros de Lima, de 37./ A condição do menino preocupava a mãe, que planejou a vinda do segundo filho para ajudar nos cuidados com o irmão mais velho./ Mas, aos sete meses de Cauã, hoje com três anos, veio o diagnóstico de microcefalia, mudando  os planos da dona de casa./

SONORA JUCILÚCIA BARROS

LOC: Mãe de três meninas, o sonho de Alessandra Amorim, de 37 anos, era dar à luz um menino./ Na quarta gestação, descobriu que o desejo poderia se tornar realidade./ Mas, tudo mudou quando recebeu a notícia de que Alexandre Samuel teria microcefalia./ Ao frequentar o Centro-Dia, a resignação tornou-se aceitação./

SONORA ALESSANDRA AMORIM

LOC: O Centro-Dia tem como objetivo garantir cidadania plena aos atendidos por meio da integração entre educação, saúde e assistência social./ Coordenadora da instituição em Campina Grande, Leila Nóbrega ressalta que a unidade é um ponto de referência para a troca de informações entre os pais e o acompanhamento do desenvolvimento das crianças./

SONORA LEILA NÓBREGA

LOC: De acordo com o ministro da Cidadania, Osmar Terra, que participou do processo de criação e implementação da unidade de Campina Grande, em 2017, o resultado positivo é reflexo da estrutura de suporte oferecida à população. 


SONORA MINISTRO OSMAR TERRA

LOC: O governo federal, por meio do Ministério da Cidadania, repassa 40 mil reais por mês para a manutenção de cada uma das sete unidades do Centro-Dia em funcionamento no Brasil.


Reportagem, André Luiz Gomes.