Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2019 > Junho > Ministro da Cidadania assina Pacto Nacional pela Primeira Infância

Ministro da Cidadania assina Pacto Nacional pela Primeira Infância

publicado  em 25/06/2019 18h24

 


 
 

LOC: O ministro da Cidadania, Osmar Terra, assinou nesta terça-feira, em Brasília, o Pacto Nacional pela Primeira Infância. O compromisso firmado por líderes do Executivo, do Legislativo e do Judiciário tem o objetivo de compartilhar esforços e conhecimentos para a proteção e o desenvolvimento das crianças brasileiras.

Terra apresentou as políticas públicas voltadas à primeira infância, com destaque para o programa Criança Feliz, que promove o acompanhamento semanal de crianças e gestantes que recebem o Bolsa Família ou o Benefício de Prestação Continuada, o BPC. Para o ministro, o pacto fortalece as iniciativas com foco no desenvolvimento infantil e a atuação do Judiciário ajuda no cumprimento das leis.

SONORA: OSMAR TERRA - MINISTRO DA CIDADANIA

LOC: O Pacto Nacional pela Primeira Infância foi lançado durante seminário coordenado pelo Conselho Nacional de Justiça e financiado com recursos do Fundo dos Direitos Difusos do Ministério da Justiça e Segurança Pública. No evento, o presidente do Supremo Tribunal Federal, José Antonio Dias Toffoli, destacou o compromisso do Judiciário na garantia dos direitos das crianças.

SONORA: JOSÉ ANTONIO DIAS TOFFOLI - PRESIDENTE DO STF

LOC: Presente na abertura do seminário, o assessor legislativo da Rede Nacional da Primeira Infância Vital Didonet reforçou a necessidade de articulação e do papel do Ministério da Cidadania. Um exemplo importante, segundo ele, é o Criança Feliz, que integra ações nas áreas de saúde, assistência social, cultura, educação e garantia de direitos.

SONORA: VITAL DIDONET - REDE NACIONAL DA PRIMEIRA INFÂNCIA

LOC: O Programa Criança Feliz é o maior do mundo em atendimento domiciliar semanal de crianças e gestantes e está presente em 2.623 municípios brasileiros. Mais de 672 mil pessoas são acompanhadas por cerca de 17,9 mil profissionais capacitados para orientar as famílias a impulsionar o desenvolvimento cognitivo, motor, socioafetivo e de linguagem das crianças. Para mais informações, acesse cidadania.gov.br

Reportagem, Diego Queijo