Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2019 > Janeiro > Bolsa Família: acompanhamento da frequência escolar dos beneficiários tem o melhor resultado da história

Bolsa Família: acompanhamento da frequência escolar dos beneficiários tem o melhor resultado da história

publicado  em 22/01/2019 18h53

 


 

LOC: O acompanhamento da frequência escolar dos beneficiários do Bolsa Família alcançou o maior resultado da história: 93,8%, o que representa 13 milhões de beneficiários em idade escolar. Os números, verificados em outubro e novembro de 2018, foram divulgados pelo Ministério da Cidadania.

Segundo o diretor de Condicionalidades da Secretaria Nacional de Renda de Cidadania, Eduardo Pereira, o resultado se deve ao esforço da rede responsável pela coleta dos dados. Em todo o país, cerca de 140 mil escolas têm pelo menos um aluno beneficiário do programa.

Sonora: EDUARDO PEREIRA – diretor do Departamento de Condicionalidades  

LOC: A presença em sala de aula está entre os compromissos assumidos por quem recebe o Bolsa Família. Todos os meses, o governo federal faz o acompanhamento da frequência escolar dos beneficiários - que deve ser de, pelo menos, 85% para crianças e adolescentes de 6 a 15 anos, e de 75% para quem tem 16 e 17 anos. Do total de crianças e jovens que tiveram a frequência escolar acompanhada no período, 12 milhões e meio, ou 94%, cumpriram os patamares exigidos.

Sonora: EDUARDO PEREIRA – diretor do Departamento de Condicionalidades  

LOC: Moradora de Rio Branco, no Acre, a beneficiária Viviane Castro da Silva recebe 170 reais por mês do programa. O valor ajuda, por exemplo, na compra de material escolar dos filhos, de 10 e 14 anos. Eles cumpriram a frequência escolar durante todo o ano passado. A mãe acredita que uma boa formação fará toda a diferença no futuro.

Sonora: VIVIANE CASTRO DA SILVA – beneficiária  

LOC: De todo o Brasil, a região norte foi a que alcançou o melhor resultado: 97% dos alunos cumpriram as exigências do programa. O Piauí lidera entre os estados, com 98%. Nas capitais, o destaque ficou com Macapá, no Amapá, onde 99% dos estudantes cumpriram a frequência exigida. 

O Bolsa Família é um programa de transferência de renda que ajuda a diminuir a pobreza e a desigualdade no Brasil. Tem direito ao benefício as famílias com renda por pessoa de até R$ 89 mensais, e as com renda por pessoa entre R$ 89 e R$ 178 mensais, desde que tenham crianças em casa.

Reportagem, Débora Cruz