Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2019 > Fevereiro > Os benefícios do corpo ativo para a terceira idade

Os benefícios do corpo ativo para a terceira idade

publicado  em 12/02/2019 10h12

 

LOC: Todos os dias, a dona de casa Maria Alice Mesquita acorda cedo para os treinos. São aulas de alongamento, ginástica funcional e dança, além de oficinas de teatro, artesanato e libras./ Tudo desenvolvido pelo Programa Esporte e Lazer da Cidade, o PELC, que é coordenado pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania./

Maria Alice é uma das 400 integrantes do PELC de Groaíras, cidade a 250 quilômetros de Fortaleza, no Ceará./ Ela conta que antes fazia algumas caminhadas, mas tinha preguiça de aumentar a frequência dos exercícios./ Às vésperas de completar 60 anos, a nova rotina mudou a vida da cearense: além de melhorar o corpo, a vida social também é outra com as novas amizades./ Até as filhas já notaram a diferença./  

SONORA: SONORA MARIA ALICE MESQUITA  

LOC: Em todo o Brasil, são 346 núcleos e mais de 132 mil pessoas beneficiadas nas parcerias vigentes do PELC./ Segundo a coordenadora do núcleo de Groaíras, Elisiane Vasconcelos, a comunidade abraçou o projeto e isso tem ajudado a transformar muitas vidas./  

SONORA COORDENADORA DO PELC - ELISIANE VASCONCELOS

LOC: Programas como o Esporte e Lazer da Cidade tem auxiliado idosos a saírem do sedentarismo e terem um envelhecimento ativo./ Além do esporte, o desenvolvimento social também integra ações para melhorar a qualidade vida dessa população, como o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, disponível nos Centros de Referência de Assistência Social, os Cras./ São mais de 418 mil idosos beneficiados em todo país./

Para o diretor do Departamento de Atenção ao Idoso do Ministério da Cidadania, Leonardo Milhomem, o conjunto de serviços disponibilizado pelos governos federal, estadual e municipal precisa estar preparado para essa nova demanda.//

SONORA DIRETOR DO DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO AO IDOSO - LEONARDO MILHOMEM

LOC: A Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa propõe a integração de políticas públicas para a promoção do envelhecimento ativo, saudável, cidadão e sustentável nas cidades brasileiras./ A adesão pode ser feita pelos gestores municipais no site do Ministério da Cidadania, por meio do banner “Amigo da Pessoa Idosa”./ A ação acontece em parceria com os ministérios da Saúde e dos Direitos Humanos, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e da Organização Mundial da Saúde (OMS).//

Reportagem, Pamela Santos