Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2019 > Fevereiro > Agricultores familiares do Pará poderão vender até R$ 1,3 milhão ao Exército Brasileiro

Agricultores familiares do Pará poderão vender até R$ 1,3 milhão ao Exército Brasileiro

publicado  em 21/02/2019 17h59

 

 


 

LOC: Cooperativas e produtores rurais que participam do Programa de Aquisição de Alimentos no Pará poderão ampliar a venda de seus produtos por um preço justo. Até o dia 27 de fevereiro, o 53º Batalhão de Infantaria de Selva da cidade de Itaituba está com chamada pública aberta para a aquisição de alimentos produzidos por agricultores familiares da região. Serão comprados 134 itens, entre hortaliças, frutas, grãos, mel, queijos, doces e carnes. O valor chega a um milhão e trezentos mil reais por meio da modalidade Compra Institucional do PAA.

A coordenadora-geral de Aquisição e Distribuição de Alimentos do Ministério da Cidadania, Hetel Santos, destaca que esta é uma oportunidade de fortalecer o trabalho dos agricultores paraenses - que é um dos objetivos do governo federal na região.

SONORA: HETEL SANTOS - Coordenadora geral de Aquisição e Distribuição de Alimentos do Ministério da Cidadania

LOC: O PAA permite que órgãos da administração pública federal, estadual e municipal possam obter produtos da agricultura familiar sem a necessidade de licitação. E uma das entidades parceiras do governo federal para incentivar a participação dos agricultores é a Organização das Cooperativas Brasileiras, a OCB. A gerente de relações institucionais da organização, Fabíola Motta, diz que a compra institucional no Pará significará mais possibilidades de vendas, renda e de desenvolvimento da cadeia produtiva.

SONORA: Fabíola Motta - Gerente de relações institucionais da OCB

LOC: Uma lei determina que pelo menos 30% dos alimentos adquiridos para abastecer órgãos federais venham da agricultura familiar. Na modalidade Compra Institucional, cada agricultor pode vender até 20 mil reais por ano para cada órgão comprador. Já para as cooperativas ou associações, o valor máximo é de 6 milhões de reais por ano, por órgão comprador - respeitando o limite individual por agricultor. O edital da chamada pública para agricultores do Pará está disponível no site comprasagriculturafamiliar.gov.br.


Reportagem, Renata Garcia