Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2019 > Julho > Órgãos Públicos têm promovido o fortalecimento da agricultura familiar

Órgãos Públicos têm promovido o fortalecimento da agricultura familiar

publicado  em 23/07/2019 18h01

 

LOC: As Forças Armadas são um dos principais compradores da agricultura familiar em todo o País. Por meio do Programa de Aquisição de Alimentos, o PAA, coordenado pelo Ministério da Cidadania, os quartéis do Exército, da Aeronáutica e da Marinha, estão cumprindo a legislação e procurando adquirir 30 por cento dos alimentos que abastecem as unidades com produtos deste setor. 

A 12ª Região Militar, em Manaus, é um exemplo disso. No último mês, abriu a maior chamada pública para a compra de alimentos da agricultura familiar na Região Norte e vai adquirir mais de 11 milhões de reais para abastecer 14 batalhões. De acordo com o major Matos Júnior, a intenção é elevar ainda mais a quantidade de produtos adquiridos. Ele ressalta que a compra beneficia as duas pontas do processo.


SONORA MAJOR MATOS JÚNIOR


LOC: Mas não são somente as Forças Armadas que compram do pequeno agricultor. No outro extremo do país, em Porto Alegre, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul já trabalha há quase quatro anos com a Modalidade Compra Institucional. Por ano, em média, 450 toneladas são compradas de cooperativas de agricultores familiares para abastecer seis restaurantes universitários. No total, mais de 11 mil refeições são oferecidas todos os dias na instituição.

Mesmo com uma empresa contratada para administrar e fornecer a alimentação aos estudantes, a instituição inseriu no contrato a necessidade de continuar com o recebimento dos produtos da agricultura familiar, seguindo a legislação da Compra Institucional do PAA. Para a diretora da Divisão de Alimentação da UFRGS, Ludymila Barroso, a compra atende a demanda por produtos de qualidade ao mesmo tempo em que a Universidade cumpre seu dever social.

SONORA LUDYMILA BARROSO


LOC: Quem também seguiu a legislação da modalidade Compra Institucional do PAA foi o município de Nova Mamoré, em Rondônia, a cerca de 280 quilômetros de Porto Velho. Com 60% da população morando na zona rural, a prefeitura viu no programa uma oportunidade para atender a demanda de hortaliças, frutas e verduras que abastecem os hospitais e as unidades de assistência social. Ao mesmo tempo, a ação possibilita que a renda permaneça na cidade e promova o desenvolvimento do setor na região.

O prefeito Claudionor Leme conta que a primeira chamada pública teve um investimento de 117 mil reais, mas o desejo é aumentar a quantidade de produtos adquiridos até o fim do ano.


SONORA CLAUDIONOR LEME 


LOC: A compra institucional é uma modalidade do PAA onde os estados, municípios e órgãos públicos federais podem comprar alimentos da agricultura familiar por meio de chamadas públicas, com recursos próprios e com dispensa de processo licitatório. Até sexta-feira, o governo federal celebra a Semana Nacional da Agricultura Familiar e o Ministério da Cidadania é um dos principais coordenadores de ações voltadas para este público, no acesso ao mercado institucional. Para saber mais sobre o programa acesse: comprasagriculturafamiliar.gov.br.


Reportagem, André Luiz Gomes.