Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2019 > Julho > Ministério da Cidadania promove jogo com transmissão ao vivo para atingir público alvo da campanha contra drogas

Ministério da Cidadania promove jogo com transmissão ao vivo para atingir público alvo da campanha contra drogas

publicado  em 19/07/2019 19h00

 


 

 Ministério da Cidadania promove jogo com transmissão ao vivo para atingir público alvo da campanha contra drogas

LOC: Mais de vinte e nove mil jovens acompanharam na última quinta-feira (18) a transmissão ao vivo de um game pela internet. A partida entre jogadores de dois dos principais times de esporte eletrônico do País ocorreu simultaneamente em Brasília e São Paulo, e foi promovida pelo Ministério da Cidadania. A ação fez parte da campanha nacional de prevenção ao uso de drogas.

O secretário de Cuidados e Prevenção às Drogas do Ministério da Cidadania, Quirino Cordeiro Júnior, falou sobre a ação para falar diretamente com os jovens - público alvo da campanha.

SONORA: QUIRINO CORDEIRO JÚNIOR - SECRETÁRIO DA SENAPRED

LOC: Durante a partida, os jogadores transmitiram o jogo ao vivo, conversando entre si e pelo chat com jovens espalhados por todo o Brasil. Eles trocaram dicas sobre como sair do labirinto desenvolvido para o jogo. Um dos fatores importantes para o sucesso da ação foi a participação do jogador Thiago Campos, de 19 anos, conhecido no mundo dos gamers como Calango. Segundo ele, a mensagem positiva funcionou para alertar crianças e adolescentes.

SONORA: CALANGO - JOGADOR DE E-SPORTS

LOC: O secretário Quirino Cordeiro Júnior destacou que a ação é parte do esforço do governo federal para colocar em evidência a questão das drogas no País.

SONORA: QUIRINO CORDEIRO JÚNIOR - SECRETÁRIO DA SENAPRED

LOC: A campanha foi lançada em junho e é voltada para adolescentes entre 14 e 18 anos. As peças publicitárias têm o objetivo de sensibilizar os jovens sobre os males causados pelo uso de entorpecentes, além de conscientizá-los sobre as melhores escolhas para o futuro.

Para mais informações acesse: cidadania.gov.br

Reportagem, Diego Queijo