Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2019 > Julho > Criança Feliz ultrapassa 700 mil crianças e gestantes atendidas em todo o Brasil

Criança Feliz ultrapassa 700 mil crianças e gestantes atendidas em todo o Brasil

publicado  em 24/07/2019 14h16

 


 

LOC: O Criança Feliz é considerado o maior programa do mundo de visitação domiciliar para a promoção do desenvolvimento infantil./ Os avanços continuam: o Programa coordenado pelo Ministério da Cidadania ultrapassou os 700 mil atendimentos, entre gestantes e crianças./ Com base em estudos científicos, a proposta do Criança Feliz consiste em levar às famílias orientações que estimulem melhor desenvolvimento dos pequenos./

Política pública efetiva, cada prefeitura que adere ao Criança Feliz avança um passo rumo a uma geração mais ativa e saudável./ A iniciativa tem reconhecimento mundial, conforme pontua o ministro da Cidadania, Osmar Terra././

SONORA OSMAR TERRA

LOC: Práticas simples, como a troca de olhares entre mãe e bebê, a cantiga antes de dormir e a brincadeira de bater palmas contribuem para o desenvolvimento pleno das crianças./ A ciência aponta que as conexões entre os neurônios se estabelecem em menor ou maior velocidade a partir dessas interações, assim, o Programa tem o objetivo de acompanhar crianças de até três anos e gestantes inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal e crianças de até seis anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada, o BPC./

Um dos mais de 700 mil beneficiados é Daniel, de dois anos, que vive com a família em Campina Grande, Paraíba./ A mãe do menino, a dona de casa Sara Cândido, de 37 anos, conta o que tem aprendido sobre o relacionamento com o filho Daniel, desde que passou a receber as visitas do Criança Feliz././

SONORA SARA CÂNDIDO
 
LOC: Já aderiram ao Programa Criança Feliz 2.624 municípios. Mais de 17 milhões de visitas domiciliares foram realizadas e mais de 703 mil crianças e gestantes atendidas./ O programa integra as áreas da Saúde, Assistência Social, Educação, Justiça, Cultura e Direitos Humanos.//

Reportagem, Renata Garcia.