Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2019 > Julho > Criança Feliz também atende crianças com deficiência que recebem o BPC

Criança Feliz também atende crianças com deficiência que recebem o BPC

publicado  em 24/07/2019 13h24

 

 


 

 

LOC: O Criança Feliz acompanha e estimula o desenvolvimento dos filhos de famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal, desde a gestação, até os três anos de vida. Mas para crianças com deficiência que recebem o chamado Benefício de Prestação Continuada, o BPC, o atendimento é feito até os seis anos. E o programa tem feito diferença para quem precisa desses cuidados especiais.

Em Porto Belo, Santa Catarina, o pequeno Kaleb, de 5 anos, é autista e recebe o atendimento do programa há pouco mais de um ano. É a visitadora do Criança Feliz, Luci Morais que acompanha a família e fala sobre a importância de respeitar o tempo e as necessidades da criança.

SONORA: LUCI MORAIS - VISITADORA DO CRIANÇA FELIZ

LOC: E foi com paciência e persistência, que a visitadora também ganhou a confiança da mãe, Gislaine dos Santos.

SONORA: GISLAINE DOS SANTOS - MÃE DO KALEB

LOC: Ainda segundo Gislaine, o principal avanço do menino foi na socialização, já que ele apresenta um déficit considerado grave nas habilidades de comunicação e dificuldade nas interações sociais. As orientações da visitadora são consideradas positivas pela mãe e dão esperança para que Kaleb seja mais independente no futuro.

SONORA: GISLAINE DOS SANTOS - MÃE DO KALEB

LOC: O Criança Feliz foi desenvolvido com base em técnicas rigorosas e segue metodologia defendida pela Organização Pan-Americana da Saúde e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância, o Unicef. A ciência mostra que crianças bem estimuladas desde cedo desenvolvem melhor a inteligência e a capacidade de aprendizado, se tornam menos violentas e tem melhores chances de vencer a pobreza.

A secretária nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do Ministério da Cidadania, Ely Harasawa, ressalta a importância desse estímulo nos primeiros anos de vida. Especialmente para quem recebe o BPC.

SONORA: ELY HARASAWA - SECRETÁRIA DA SNPDH

LOC: Em todo o Brasil, dois mil seiscentos e vinte e quatro municípios aderiram ao Criança Feliz. E o número de indivíduos acompanhados em todo o País já passa de setecentos e três mil. Para saber mais sobre o programa, acesse cidadania.gov.br

Reportagem, Diego Queijo