Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2019 > Julho > Criança Feliz amplia público-alvo

Criança Feliz amplia público-alvo

publicado  em 02/07/2019 17h04

 


 

LOC: 420 mil crianças em vulnerabilidade social poderão ser incluídas no Programa Criança Feliz, além das 3 milhões que atualmente já são elegíveis ao programa. Por meio de portaria publicada no Diário Oficial da União, o Ministério da Cidadania autoriza os municípios a incluírem crianças do Cadastro Único como prioridade no atendimento. Até então, só poderiam participar aquelas que fazem parte do Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada (BPC).A nova regra passa a valer na data em que o programa, criado em 5 de outubro de 2016, completa mil dias. Atualmente, por meio do programa, mais de 18 mil visitadores domiciliares em todo o país orientam as famílias semanalmente sobre como estimular o desenvolvimento infantil das crianças até os três anos de idade, e até os seis anos daquelas com deficiência. As gestantes também recebem atendimento.

A secretária Nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do Ministério da Cidadania, Ely Harasawa, explica como a nova regra vai ampliar a oportunidade de participar do programa.

SONORA SECRETÁRIA ELY HARASAWA

LOC: Beneficiária do Bolsa Família, Paula Andressa Silva mora em Morrinhos, Goiás, e teve atendimento pelo programa para a Iracema, hoje com quatro anos, e para a Paolla, de dois anos. Ela conta o que mudou no ambiente familiar após receber a visitadora do Criança Feliz – situação que está sendo ampliada para as famílias do Cadastro Único.

SONORA PAULA ANDRESSA SILVA


LOC: Para o secretário Especial de Desenvolvimento Social, Lelo Coimbra, a alteração é uma forma de apoiar as famílias a saírem da vulnerabilidade social.

SONORA SECRETÁRIO ESPECIAL LELO COIMBRA


LOC: Até o momento, 2.623 municípios aderiram ao programa. No total, mais de 16,8 milhões de visitas domiciliares foram realizadas e mais de 678 mil crianças e gestantes foram atendidas. O Criança Feliz é um programa que integra as áreas da Saúde, Assistência Social, Educação, Justiça, Cultura e Direitos Humanos.

Reportagem, André Luiz Gomes.