Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2019 > Julho > Cadastro Único completa 18 anos. Ferramenta garante acesso a diversos programas sociais

Cadastro Único completa 18 anos. Ferramenta garante acesso a diversos programas sociais

publicado  em 24/07/2019 13h22

 

 


 

LOC: O Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal completa 18 anos nesta quarta-feira (24). A ferramenta garante acesso a mais de 20 programas e possibilita a identificação das famílias mais pobres e a elaboração de políticas públicas focadas para este público. Atualmente, mais de 28,5 milhões de famílias estão cadastradas. O número corresponde a dados de 76,7 milhões de pessoas. O Secretário de Avaliação e Gestão da Informação do Ministério da Cidadania, Vinicius Botelho, ressaltou que o Cadastro passa por constantes processos de avaliação e aprimoramento com o foco em garantir que os programas sociais, como o Bolsa Família, cheguem a quem realmente mais precisa.


SONORA SECRETÁRIO VINÍCIUS BOTELHO


LOC: Para facilitar o acesso dos beneficiários às informações do Cadastro Único, o Ministério também disponibiliza o aplicativo Meu CadÚnico para que a população inscrita na ferramenta possa verificar pendências, a última atualização cadastral, o Número de Inscrição Social, o NIS, além de localizar o posto de cadastramento mais perto de casa.Lançado em 2018 e disponibilizado nas plataformas para celulares com sistema operacional Android e IOs, o aplicativo já foi baixado mais de 300 mil vezes. O aplicativo Meu CadÚnico é a versão mobile do portal Consulta Cidadão, disponível no site do Ministério da Cidadania. Para o secretário Vinícius Botelho, a ferramenta digital trouxe, de forma simples, uma agilidade na hora de o beneficiário acessar as informações.

 

SONORA SECRETÁRIO VINÍCIUS BOTELHO


LOC: Para fazer parte do Cadastro Único, o cidadão deve procurar a Prefeitura do município ou o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) mais próximo. O responsável familiar, devem apresentar o Cadastro de Pessoa Física (CPF). O beneficiário deverá levar um documento como a Carteira de Identidade (RG), Certidão de Nascimento, ou Carteira de Trabalho para identificar os membros da família. A matrícula das crianças ou o nome da escola onde elas estudam e o comprovante de residência também são informações importantes.


Reportagem, André Luiz Gomes.