Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2018 > Setembro > Ministro Alberto Beltrame visita abrigo de venezuelanos em Canoas (RS)

Ministro Alberto Beltrame visita abrigo de venezuelanos em Canoas (RS)

publicado  em 14/09/2018 18h23
Agência MDS - Release Radio - 13/03/2018 - Bolsa Família registra melhor resultado no acompanhamento da condicionalidade de saúde

 


LOC: O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, visitou nesta sexta-feira abrigos para venezuelanos no município de Canoas, no Rio Grande do Sul. O encontro também serviu para incentivar a adesão de outras prefeituras gaúchas – como Chapada, Cachoeirinha e Santo Antônio da Patrulha – ao processo de acolhida aos estrangeiros./

Durante a visita, o ministro conversou com imigrantes e deu mais informações sobre a ação realizada no Estado, que já recebeu 592 pessoas. /

SONORA ALBERTO BELTRAME - MINISTRO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL

LOC: Até o momento, Canoas recebeu 288 imigrantes do país vizinho. O prefeito, Luiz Carlos Busato, falou do trabalho para a adaptação nos primeiros dias./

SONORA LUIZ CARLOS BUSATO - PREFEITO DE CANOAS

LOC: Raúl Herrera é um dos 201 novos moradores do Residencial Veneto e Veneza que estão distribuídos em 65 quartos. O venezuelano, que chegou a morar na rua, veio com a esposa e o filho para o Brasil, mas precisou deixar parte da família na Venezuela. Raúl se emocionou ao falar sobre o que a nova morada representa em sua vida./

(RAUL HERRERA) Ele disse também que o objetivo agora é conseguir um trabalho para ser independente e cuidar da família /

Entre os prefeitos que também acompanharam a vistoria, Carlos Catto, de Chapada, pode ver de perto os detalhes do funcionamento do abrigo. A cidade deve receber imigrantes no próximo dia 25./

SONORA CARLOS CATTO - PREFEITO DE CHAPADA

LOC: Todos os venezuelanos que aceitaram participar da interiorização foram vacinados, submetidos à exame de saúde e regularizados no Brasil – inclusive com CPF e carteira de trabalho. A interiorização foi criada para ajudar os imigrantes em situação de extrema vulnerabilidade a encontrar melhores condições de vida no Brasil. Os municípios participantes receberam recursos do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) para a estruturação da rede socioassistencial.//
 

Reportagem, Roberto Rodrigues