Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2018 > Outubro > Criança Feliz avança e já possui mais de 400 mil bebês e gestantes acompanhados

Criança Feliz avança e já possui mais de 400 mil bebês e gestantes acompanhados

publicado  em 31/10/2018 15h15

 


 

LOC: A pequena Lauriannys tem apenas 1 mês de vida, mas é acompanhada pelo Criança Feliz desde quando ainda estava na barriga da mãe, Yelitza Rangel, em Boa Vista, no Estado de Roraima. Yelitza veio da Venezuela para o Brasil e é uma das mais de 400 mil mães atendidas pelo programa em todo o país. Ela conta que está satisfeita com a atenção recebida da visitadora do programa.

SONORA: YELITZA RANGEL

LOC: É a visitadora Adriana Ribeiro quem dá dicas e propõe atividades para desenvolver a coordenação motora, a inteligência e o vínculo afetivo entre mãe e filha. De acordo com ela, os estímulos estão fazendo com que as crianças se desenvolvam muito bem.

SONORA: ADRIANA RIBEIRO

LOC: Hoje, o Criança Feliz chega a 2.692 cidades e avança com o objetivo de desenvolver e mudar a realidade das crianças brasileiras por meio de visitas às famílias participantes do programa Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada, o BPC. É o que conta o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame.

SONORA: MINISTRO ALBERTO BELTRAME

LOC: O programa é baseado em metodologia desenvolvida pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância, o Unicef, e pela Organização Mundial da Saúde para dar a melhor resposta às necessidades das famílias, respeitando a autonomia, a cultura e os direitos da população. O que de acordo com o ministro Beltrame trará muitos benefícios ao país.

SONORA: MINISTRO ALBERTO BELTRAME

LOC: No Criança Feliz, beneficiários do Bolsa Família são acompanhados desde a gestação até os três anos. Para quem recebe o BPC, o atendimento ocorre até os seis anos. Todas as semanas, visitadores vão às casas das famílias para mostrar aos pais a melhor maneira de estimular o desenvolvimento emocional e a inteligência dos filhos. O programa foca no período chamado primeira infância, que segundo a ciência é a fase mais importante para o desenvolvimento humano. É nesse período que o ser humano adquire a maior parte das competências essenciais para a vida.

Para mais informações, acesse mds.gov.br.

Reportagem, Diego Queijo