Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2018 > Outubro > Criança Feliz acompanha famílias em Goiás

Criança Feliz acompanha famílias em Goiás

publicado  em 29/10/2018 14h40
Agência MDS - Release Radio - 13/03/2018 - Bolsa Família registra melhor resultado no acompanhamento da condicionalidade de saúde

 


LOC: O pequeno Heitor é a alegria de sua mãe Ítala Carolina Simões de Sales, de 33 anos. Com apenas seis meses, as bolinhas e os chocalhos se tornaram para ele muito mais que uma brincadeira, agora fazem parte do aprendizado. Heitor é beneficiário do Criança Feliz e está no programa desde que a mãe descobriu a gravidez. A família mora em Formosa, cidade goiana localizada a cerca de 96 quilômetros da capital federal Brasília.

Ítala conta que o Criança Feliz chegou em sua casa quando seu segundo filho, Kalleb, estava com pouco mais de dois anos./Para a mãe, os estímulos certos estão transformando a vida de seus filhos./

SONORA ÍTALA CAROLINA SIMÕES DE SALES

LOC: Foi por meio do Bolsa Família que Ítala foi inserida no Criança Feliz. Ela recebe cerca de 253 reais por mês e o dinheiro contribui para comprar a comida e roupa dos meninos. Para a dona de casa, as visitas do programa também ajudaram a melhorar o ambiente familiar. Na gravidez de Heitor, a mãe teve depressão, mas com o apoio dos visitadores foi possível seguir em frente./

SONORA ÍTALA CAROLINA SIMÕES DE SALES

LOC: Assim como os filhos da Ítala, mais de 343 mil crianças já foram acompanhadas pelo programa em todo Brasil. Além das crianças, 62 mil grávidas também receberam visitas. Em pouco mais de dois anos de atuação, a iniciativa está presente em 2.367 municípios com visitações semanais./ 

O Criança Feliz tem hoje uma multidão de visitadores que apoia as famílias em seu papel de promotores do desenvolvimento infantil. São mais de 13 mil em todo o país. Para a secretária nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do Ministério do Desenvolvimento Social, Ely Harasawa, investir na primeira infância é dar a oportunidade para as famílias que são mais vulneráveis ter um futuro melhor, longe da pobreza e da desigualdade. / 

SONORA ELY HARASAWA - SECRETÁRIA NACIONAL DE PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO HUMANO DO MDS

LOC: O Ministério do Desenvolvimento Social é quem coordena as ações do Criança Feliz que integram as áreas de Saúde, Assistência Social, Educação, Justiça, Cultura e direitos humanos. As visitas acontecem semanalmente e os visitadores orientam as famílias sobre como estimular e desenvolver integralmente as crianças por meio de atividades como conversas e brincadeiras.

O programa atende crianças de até 3 anos beneficiárias do programa Bolsa Família, e de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada, o BPC.// 

Reportagem, Pamela Santos