Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2018 > Novembro > Pente-fino no auxílio-doença e na aposentadoria por invalidez gera economia de mais de R$ 13 bilhões

Pente-fino no auxílio-doença e na aposentadoria por invalidez gera economia de mais de R$ 13 bilhões

publicado  em 01/11/2018 18h34

 

LOC: O processo de revisão dos benefícios de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez do INSS já é responsável por uma economia de 13 bilhões e 800 milhões de reais. São recursos que estavam sendo pagos para pessoas que já estavam aptas para o trabalho, mas continuavam recebendo indevidamente os benefícios por incapacidade. Desde agosto de 2016, cerca de 1 milhão e cem mil perícias de revisão foram feitas pelo Instituto Nacional do Seguro Social, o INSS. Um total de 552 mil benefícios foram cancelados após a perícia, o equivalente à metade das revisões realizadas. Setenta e sete por cento foram anulados após a análise, o que representa 359 mil e 553 benefícios. Já entre as aposentadorias por invalidez verificadas, 29% foram cessadas após as perícias. O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, destaca que a ação tem o objetivo de destinar os recursos do Fundo da Previdência para quem realmente quem mais precisa.

SONORA: MINISTRO ALBERTO BELTRAME

LOC: Das mais de 1 milhão e cem mil perícias realizadas, mais de 900 mil foram realizadas de março a outubro deste ano. A agilidade no pente-fino do INSS só foi possível porque 96% dos médicos peritos do órgão aderiram ao Programa de Gestão das Atividades Médico Periciais, que avalia a produtividade e não pelo número de horas trabalhadas. Segundo Alberto Beltrame, a expectativa é a de que o processo seja finalizado até o fim deste ano.
 

SONORA: MINISTRO ALBERTO BELTRAME

LOC: Mais de 110 mil benefícios ainda vão passar por revisão. Estão participando do processo beneficiários que estão há mais de dois anos sem passar por uma perícia médica e aqueles com menos de 60 anos que recebem a aposentadoria por invalidez. Os beneficiários que receberem as cartas do INSS têm 5 dias úteis para agendar a perícia pelo telefone 135.

Reportagem, Roberto Rodrigues