Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2018 > Novembro > MDS lança curso à distância para apoiar órgãos em compras da agricultura familiar

MDS lança curso à distância para apoiar órgãos em compras da agricultura familiar

publicado  em 22/11/2018 17h55
Agência MDS - Release Radio - 13/03/2018 - Bolsa Família registra melhor resultado no acompanhamento da condicionalidade de saúde

 

LOC: O Ministério do Desenvolvimento Social lançou, nesta quinta-feira, o curso à distância sobre a modalidade Compra Institucional do Programa de Aquisição de Alimentos, o PAA. O lançamento ocorreu durante a abertura da reunião gerencial de compras de alimentos da agricultura familiar por órgãos públicos, em Brasília. O evento reuniu cerca de 100 gestores do governo federal e agricultores familiares interessados em comercializar os produtos para a administração pública.

O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, participou do encontro promovido pelo MDS e ressaltou a importância de aproximar essas duas pontas de um mercado que, neste ano, já movimentou cerca de R$ 235 milhões. Para estimular que este mercado cresça mais ainda é que o curso à distância foi elaborado, como destaca o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame.

SONORA MINISTRO ALBERTO BELTRAME

LOC: Para conhecer o curso, é só acessar: mds.gov.br/ead.

Quem compra os produtos da agricultura familiar por meio desta modalidade do PAA é só elogios. Em 2016, a primeira aquisição da Universidade Federal do Rio Grande do Sul foi de 800 mil reais. Neste ano, a instituição já ultrapassou mais de 2 milhões e 200 mil em compras do setor, o que representa 55% do total. Segundo a nutricionista e diretora da Divisão de Alimentação da universidade, Ludymila Barroso, o órgão também passou a exigir que as empresas terceirizadas dos três restaurantes universitários adquiram os alimentos da agricultura familiar.

SONORA LUDYMILA BARROSO 

LOC: Na outra ponta, a agricultura familiar colhe os frutos de ter um mercado certo para os alimentos. O presidente da Central de Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária de Sergipe (Cooperafes), Joelito Costa Santos, afirma que a organização já comercializou mais de 200 mil reais para a unidade do Exército Brasileiro no Estado e quer crescer ainda mais. 

SONORA JOELITO COSTA SANTOS

LOC: A legislação que regulamenta a compra institucional determina que pelo menos 30% dos alimentos adquiridos para abastecer órgãos federais venham da agricultura familiar. Cada agricultor familiar poderá vender até o limite de 20 mil reais, por ano, para cada órgão comprador. Já para as cooperativas ou associações, o limite é de 6 milhões de reais por ano, por órgão comprador.


Reportagem, André Luiz Gomes