Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2018 > Novembro > Cisternas garantem o acesso à água de qualidade na zona rural do Distrito Federal

Cisternas garantem o acesso à água de qualidade na zona rural do Distrito Federal

publicado  em 27/11/2018 17h02
Agência MDS - Release Radio - 13/03/2018 - Bolsa Família registra melhor resultado no acompanhamento da condicionalidade de saúde

 

LOC: Para ter água em casa, a dona Odarinéia Alves da Silva, de 57 anos, dependia de carro pipa. Ela precisava pagar 30 reais para ter dois mil litros que enchiam os tambores da casa – dinheiro que fazia falta no orçamento composto, exclusivamente, pelo benefício de 140 reais do Programa Bolsa Família. A situação poderia ocorrer no Semiárido nordestino, mas se repetia até o último mês no assentamento Primeiro de Julho, na zona rural da cidade de São Sebastião, no Distrito Federal.

Dona Odarinéia e a filha Heloísa Alves dos Santos, de 12 anos, são a primeira família na capital federal a receber uma cisterna de placas de cimento entregue pelo Ministério do Desenvolvimento Social. Cerca de 140 reservatórios com capacidade para armazenar 16 mil litros de água captada da chuva estão sendo construídos em propriedades de famílias extremamente pobres do campo em sete assentamentos isolados do grande centro.

Há tanto tempo sem água, a agricultora ainda não acredita na conquista. Agora, ela já faz planos porque também foi beneficiada pelo Programa de Fomento Rural e está construindo um galinheiro.

SONORA ODARINEIA ALVES

LOC: O produtor rural Manoel Amâncio de Souza também é um dos beneficiários do Programa Cisternas. Além de ter água para beber, Manoel aprendeu a construir os reservatórios a partir da parceria do MDS com a Cáritas Brasileira e o Governo do Distrito Federal. Ele pretende continuar na nova profissão e dar sequência à produção.

SONORA MANOEL AMÂNCIO

LOC: O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, ressalta que o governo federal já entregou mais de 1 milhão e 300 mil reservatórios para captação de água da chuva no Semiárido, na região Norte e no Sul do país. Ele destaca que o MDS tem fechado parcerias para entregar cisternas em todas as regiões do país. Além dos pequenos agricultores, tribos indígenas da etnia Guarani e Kaiowá também estão sendo beneficiadas. Para Beltrame, o acesso à água é essencial para que as famílias superem a pobreza.

SONORA MINISTRO ALBERTO BELTRAME

LOC: A previsão é de que até dezembro as 140 cisternas sejam entregues no Distrito Federal.

Reportagem, André Luiz Gomes