Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2018 > Novembro > Banco de Alimentos combatem desperdício e garantem alimentação para famílias carentes

Banco de Alimentos combatem desperdício e garantem alimentação para famílias carentes

publicado  em 05/11/2018 18h03
Agência MDS - Release Radio - 13/03/2018 - Bolsa Família registra melhor resultado no acompanhamento da condicionalidade de saúde

 

LOC: De 5 a 10 de novembro acontece a Semana Nacional de Conscientização sobre Perdas e Desperdícios de Alimentos, uma iniciativa do ministério do Meio Ambiente com apoio do Ministério do Desenvolvimento Social. O objetivo é conscientizar a população e reduzir o desperdício.

Os Bancos de alimentos são uma das principais ferramentas para combater a perda e o desperdício de alimentos no Brasil. A implantação dessas unidades é apoiada pelo ministério do Desenvolvimento Social, que já repassou 12 milhões de reais nos últimos dois anos para a implantação e melhorias de bancos em 28 municípios. Em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro, o Banco Municipal de Alimentos Herbert de Souza vem garantindo uma alimentação mais saudável e de qualidade para os cidadãos que frequentam a rede socioassistencial. A unidade atende pouco mais de 3 mil e 500 pessoas em situação de insegurança alimentar em 23 entidades do município e da região.

Por mês, cerca de oito toneladas saem da unidade diretamente para as entidades socioassistênciais cadastradas nos Conselhos Municipais de Assistência Social e de Segurança Alimentar e Nutricional. Os doadores são redes de supermercados da cidade. A parceria se estende para a área da cultura. Os eventos que acontecem nos espaços públicos também fazem arrecadações que vão diretamente para o Banco.

Para o secretário de Assistência Social e Direitos Humanos de Niterói, Alexandre Costa, responsável pelo Banco de Alimentos, o trabalho tem um impacto considerável no funcionamento das entidades.


SONORA ALEXANDRE COSTA – SECRETÁRIO DE ASSISTÉNCIA SOCIAL E DIREITOS HUMANOS DE NITERÓI

LOC: Em Niterói, além da doação, o Banco oferece cursos de Educação Alimentar e Nutricional e de aproveitamento integral de alimentos. Os cursos são fruto de uma em parceria com uma universidade particular da cidade e são ministrados pelos alunos da faculdade de Nutrição. De acordo com secretário Alexandre, a atuação do Banco de Alimentos é essencial para reduzir a insegurança alimentar.

SONORA ALEXANDRE COSTA – SECRETÁRIO DE ASSISTÉNCIA SOCIAL E DIREITOS HUMANOS DE NITERÓI 


LOC: Em todo o Brasil são 208 unidades públicas e privadas que auxiliam na alimentação de beneficiários de aproximadamente 14 mil entidades socioassistenciais. Para a diretora de Estruturação e Integração dos Sistemas Públicos Agroalimentares do Ministério do Desenvolvimento Social, Patrícia Gentil, os Bancos de Alimentos permitem a entrega de alimentos, que seriam desperdiçados, a grupos mais vulneráveis da população.

SONORA PATRÍCIA GENTIL - DIRETORA DE ESTRUTURAÇÃO E INTEGRAÇÃO DOS SISTEMAS PÚBLICOS AGROALIMENTARES

LOC: Segundo dados das Nações Unidas, 26,3 milhões de toneladas de alimentos disponíveis foram perdidas em 2013. Produtos como arroz, milho, tomate e cebola são os mais desperdiçados no país. A busca de soluções para esse problema será tema de debates promovidos pelo ministério do Meio Ambiente com a participação do Ministério do Desenvolvimento Social. Nesta quarta-feira, a Comissão de Desenvolvimento Urbano do Câmara dos Deputados irá discutir os projetos de lei sobre perdas e desperdícios de alimentos em tramitação no Congresso Nacional.


Reportagem, André Luiz Gomes.