Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2018 > Junho > Governo federal compra alimentos da agricultura familiar para distribuir a quilombolas e indígenas

Governo federal compra alimentos da agricultura familiar para distribuir a quilombolas e indígenas

publicado  em 20/06/2018 18h00
Governo federal compra alimentos da agricultura familiar para distribuir a quilombolas e indígenas

 

LOC: É lá em Nova Palma, no Rio Grande do Sul, que o agricultor Laércio Dalross produz milho, feijão, farinha de mandioca, leite in natura e em pó./ Ele sustenta a família com a venda desses produtos./ Laércio pretende ampliar os negócios até o fim do ano./ Por isso, já está se preparando para mais uma oportunidade./ O governo federal, por meio da Companhia Nacional de Abastecimento, a CONAB, está com chamada pública aberta para a compra de alimentos produzidos por agricultores familiares. Os itens vão compor cestas básicas que serão distribuídas a 86 mil famílias indígenas e quilombolas que se encontram em situação de insegurança alimentar, indicadas pela Fundação Nacional do Índio (Funai), Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) e Fundação Cultural Palmares./ O agricultor gaúcho, que é integrante da Cooperativa Agrícola Mista Nova Palma, fala sobre a importância dessa oportunidade pelo PAA – Compra Institucional, do Ministério do Desenvolvimento Social.//

Sonora: Laércio Dalross

LOC: A CONAB vai adquirir mil novecentas e cinquenta toneladas em alimentos para compor as cestas. São itens como açúcar mascavo, açúcar demerara, farinhas, feijão, leite em pó e óleo de soja./ Os produtos serão comprados diretamente dos agricultores familiares, reunidos em cooperativas ou associações, por meio de chamada pública do PAA, modalidade Compra Institucional./ O Ministério do Desenvolvimento Social, que coordena o programa, vai investir oito milhões e trezentos mil reais./ Segundo o ministro Alberto Beltrame, o MDS está trabalhando para ampliar as oportunidades para o trabalhador rural./ Ele afirma que o Programa de Aquisição de Alimentos, além de garantir renda, estimula a manutenção dessas famílias no campo, fortalecendo o setor./

Sonora: ministro Alberto Beltrame

LOC: A chamada pública encerra no próximo dia 2 de julho e os editais estão disponíveis no Portal de Compras da Agricultura Familiar, no endereço www.comprasagriculturafamiliar.gov.br. A legislação determina que cada agricultor familiar poderá vender até o limite de 20 mil reais, por ano, para cada órgão comprador. Já para as cooperativas ou associações, o limite é de seis milhões de reais por ano, por órgão comprador.

Reportagem, Roberto Rodrigues