Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2018 > Janeiro > Criança Feliz: 6 meses após o início das visitas, primeira família atendida já percebe resultados

Criança Feliz: 6 meses após o início das visitas, primeira família atendida já percebe resultados

publicado  em 24/01/2018 18h27
Agência MDS - Release Radio - 24/01/2018 - Criança Feliz: 6 meses após o início das visitas, primeira família atendida já percebe resultados

 

LOC: Os pais sempre sonham com um futuro melhor para os filhos. E uma maneira de transformar esse sonho em realidade é estimular o desenvolvimento da criança desde bem cedo. É esse conhecimento que o Criança Feliz está levando às famílias. As visitas já ocorrem em 1.816 municípios. Em Pacatuba, Sergipe, os resultados são visíveis. É de lá o primeiro bebê a receber o atendimento do programa. O acompanhamento de Uemerson dos Santos começou há seis meses. De lá para cá, ele cresceu, está forte e atento às brincadeiras. Como conta a mãe, Núbia dos Santos.

SONORA NUBIA SANTOS

LOC: Nubia é beneficiária do Bolsa Família e mãe de mais quatro crianças. Uma vez por semana, ela recebe em casa a visitadora do Criança Feliz Maria Linaelte Barbosa. Nos encontros, Nubia ouve dicas e aprende atividades que ajudam a desenvolver a coordenação motora, a inteligência e o vínculo afetivo entre ela e o caçula. Informações que, segundo ela, fazem toda a diferença.

SONORA NUBIA SANTOS

LOC:Maria Linaelte é umas das três visitadoras do município. Assim como no caso de Uemerson, ela afirma ter visto as mudanças geradas pelo programa nas famílias mais carentes da comunidade.

SONORA MARIA LINAELTE

LOC:Segundo a supervisora do Criança Feliz em Pacatuba, Suzana da Silva, desde a implementação do programa no município, os avanços são visíveis e constantes.

SONORA SUZANA SILVA

LOC:De acordo com a diretora da Atenção à Primeira Infância do Ministério do Desenvolvimento Social, Ely Harasawa, o balanço do programa mostra que estes bons resultados estão chegando a cada vez mais pessoas./

SONORA ELY HARASAWA

LOC:A ciência já comprovou que crianças acompanhadas e estimuladas de forma correta se desenvolvem melhor, por isso, o Criança Feliz integra ações nas áreas da saúde, assistência social, cultura, educação e garantia de direitos. Os beneficiários do Bolsa Família são acompanhados desde a gestação até os três anos. Para quem recebe o Benefício de Prestação Continuada, o BPC, o atendimento ocorre até os seis anos. Em todo o país, 2.573 municípios aderiram ao programa.

Reportagem, Diego Queijo