Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2018 > Fevereiro > Alberto Beltrame reafirma compromisso do Brasil com segurança alimentar e nutricional

Alberto Beltrame reafirma compromisso do Brasil com segurança alimentar e nutricional

publicado  em 07/02/2018 17h51
Agência MDS - Release Radio - 07/02/2018 - Alberto Beltrame reafirma compromisso do Brasil com segurança alimentar e nutricional

 

LOC: O secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, celebrou nesta quarta-feira o acordo pela valorização da agricultura familiar entre os membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, a CPLP. A Carta de Lisboa pelo Fortalecimento da Agricultura Familiar foi assinada ao fim da Reunião de Alto Nível da CPLP realizada em Portugal.

De acordo com Beltrame, o pacto reafirma o compromisso do Brasil com a Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP, que considera a agricultura familiar como prioridade.

SONORA ALBERTO BELTRAME

LOC: A Carta de Lisboa foi feita com base nas Diretrizes para o Apoio e a Promoção da Agricultura Familiar nos Estados-Membros da CPLP. O objetivo é fortalecer o segmento por meio de políticas de acesso a recursos naturais, garantia do direito à terra, apoio à produção, promoção da autonomia de mulheres e jovens rurais, proteção social, acesso a serviços públicos e cooperação internacional. Um dos participantes do evento, o vice-presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura, a Contag, Alberto Broch, falou da necessidade do investimento para o setor.

SONORA ALBERTO BROCH

LOC: No discurso de encerramento do evento, o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Social falou dos avanços obtidos pelo Brasil, como a redução da insegurança alimentar e nutricional, da pobreza e da desigualdade social. Além da melhora nos indicadores sociais e de saúde, como de desnutrição e mortalidade infantil.

SONORA ALBERTO BELTRAME

LOC: Após três dias de debates, Beltrame ainda destacou a importância da cooperação para o fortalecimento da agricultura familiar, do reconhecimento dos produtores pelas instituições, da construção de mercados e da existência de uma legislação específica que leve em conta as particularidades do segmento. Além de ressaltar os avanços na agenda durante a presidência brasileira da CPLP no biênio 2016-2018. O encontro foi promovido pelo Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural de Portugal e pelo Secretariado Executivo da CPLP, com apoio da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação, a FAO.

Reportagem, Diego Queijo