Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2018 > Dezembro > Unidades do Exército e Grupo Hospitalar Conceição abrem chamadas públicas no RS

Unidades do Exército e Grupo Hospitalar Conceição abrem chamadas públicas no RS

publicado  em 13/12/2018 15h00

 

LOC: É na zona rural do município de Terra de Areia, no Rio Grande do Sul, que Charles Pereira Lima produz hortaliças, frutas, leite, legumes e carnes. A notícia de que o Terceiro Grupo de Artilharia Antiaérea e a Escola de Aperfeiçoamento das Armas do Exército e o Grupo Hospitalar Conceição estão comprando alimentos dos pequenos agricultores trouxe a ele esperança de dias melhores. Charles enviou proposta e está ansioso pelo resultado. Ele destaca que a compra institucional oferece um preço justo e garante uma renda maior para a sua família.

SONORA: Charles Pereira Lima

LOC: O Grupo Hospitalar Conceição abre chamada pública pela segunda vez neste ano, por meio da modalidade Compra Institucional do Programa de Aquisição de Alimentos, o PAA- Compra Institucional. Serão adquiridos produtos como: carnes bovina e suína, aves e embutidos. O investimento será de mais de quatro milhões de reais. O prazo para envio das propostas vai até 14 de dezembro. O diretor administrativo e financeiro da instituição, José Ricardo Agliardi Silveira, destaca a qualidade dos produtos entregues pelos agricultores familiares e os  benefícios do processo para os hospitais.

SONORA: José Ricardo Agliardi Silveira- Diretor Administrativo e Financeiro do GHC

LOC: O Terceiro Grupo de Artilharia Antiaérea do Exército, localizado na cidade gaúcha de Caxias do Sul, vai investir duzentos e oitenta e um mil reais na compra de frutas, legumes, ovos, bolos, doces de frutas e mel. E a data limite para recebimento das propostas é 17 de dezembro.  Já a Escola de Aperfeiçoamento das Armas, no município de Santa Cruz do Sul, vai gastar cento e dois mil reais na aquisição de legumes, verduras, frutas e massas. E o prazo para envio das propostas termina dia 18 de dezembro. Segundo a Coordenadora Geral de Aquisição e Distribuição de Alimentos do Ministério do Desenvolvimento Social, Hetel Santos, o PAA utiliza o poder de compra dos órgãos públicos para garantir renda aos pequenos produtores e fomenta a agricultura familiar, promovendo o desenvolvimento local.

SONORA: Hétel Santos – Coordenadora Geral de Aquisição e Distribuição de Alimentos do MDS


LOC: O prazo para o envio das propostas encerram em diferentes datas. Para acompanhar os editais é só acessar o Portal de compras da agricultura familiar, no endereço www.comprasagriculturafamiliar.gov.br. A legislação determina que pelo menos 30 por cento dos alimentos adquiridos para abastecer órgãos federais venham da agricultura familiar. Cada agricultor pode vender até 20 mil reais, anualmente, por órgão comprador. Já para as cooperativas ou associações, o limite é de seis milhões de reais por ano, por órgão comprador.

Reportagem, Roberto Rodrigues