Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2018 > Dezembro > Ministro defende ações que promovam a emancipação de pessoas com deficiência

Ministro defende ações que promovam a emancipação de pessoas com deficiência

publicado  em 10/12/2018 19h49

 

LOC: Garantir que as pessoas com deficiência tenham oportunidades de superarem a pobreza e a vulnerabilidade, por meio de ações que promovam a emancipação. Foi o que defendeu o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, nesta segunda-feira, em palestra para profissionais das áreas de saúde, educação, assistência social e cultura, durante a primeira Jornada Olga Kos - Inclusão da pessoa com deficiência, em São Paulo.

Em todo o país, o Criança Feliz atende até o momento 6 mil e seiscentos crianças com deficiência e que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) até os 6 anos de idade. No total,  são mais de 422 mil pessoas - incluindo grávidas e crianças do Bolsa Família até os três anos - que recebem orientações sobre a melhor forma de estimular o desenvolvimento infantil. Todas as semanas, visitadores treinados acompanham e incentivam as famílias em mais de 2 mil e 400 municípios.

De acordo com o ministro Alberto Beltame, o programa vai transformar a vida das crianças e famílias atendidas.

SONORA: MINISTRO ALBERTO BELTRAME

LOC: Para o presidente  do Instituto Olga Kos, Wolf Kos, os programas coordenados pelo MDS dão esperança às famílias que convivem com a deficiência.
 

SONORA: WOLF KOS

LOC: A I Jornada Olga Kos – Inclusão da pessoa com deficiência intelectual, segue até quarta-feira, dia 12, na capital paulista. Palestras nas áreas de medicina, psicologia, pedagogia, artes plásticas e esportes irão discutir formas de  aprimorar o atendimento à pessoa com deficiência.
 

Reportagem, Roberto Rodrigues