Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2018 > Dezembro > Manaus tem o primeiro abrigo para refugiados LGBTI do Brasil

Notícias

Manaus tem o primeiro abrigo para refugiados LGBTI do Brasil

publicado  em 24/12/2018 10h15

 

LOC: Os refugiados venezuelanos LGBTI que buscam reconstruir suas vidas no Brasil agora tem apoio. A Casa Miga, aberta no mês passado, em Manaus, no Amazonas, acolhe imigrantes que chegam à capital amazonense. Com apoio da União Europeia e da ACNUR, a agência da ONU para refugiados, a Casa Miga tem o objetivo de oferecer proteção aos imigrantes no Brasil e contribuir para uma convivência pacífica com os brasileiros. O acolhimento conta com o apoio da rede de assistência social, por meio dos Centros de Referência de Assistência Social, os Cras, e dos Centros de Referência Especializado de Assistência Social, os Creas, do município. Quem explica é o coordenador da Casa, Gabriel Mota.

SONORA: Gabriel Mota - Coordenador da Casa Miga - Manaus

LOC: No momento, seis moradoras transexuais venezuelanas estão acolhidas na Casa Miga. O grupo é composto por dois casais e duas solteiras. Elas foram forçadas a deixar o seu país devido à insegurança, à violência e às dificuldades socioeconômicas. Elas chegaram ao Brasil no início deste ano e se estabeleceram em Boa Vista, capital de Roraima. Gabriela Mendes Peres, transexual e moradora da casa, conta que o apoio recebido da instituição está ajudando a reconstruir seus projetos de vida.

SONORA: Gabriela Mendes Perez - Venezuelana, Transexual

LOC: Com todos os documentos em dia, inclusive a solicitação de refúgio, o grupo planeja se estabelecer no Brasil e trazer para cá os familiares que estão na Venezuela.

Reportagem, Roberto Rodrigues