Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Setembro > MDS cadastra cooperativas de agricultores familiares para comercializar produtos

MDS cadastra cooperativas de agricultores familiares para comercializar produtos

publicado  em 13/09/2017 17h58
Agência MDS - Release Radio - 25/01/2017

 

LOC: Com o potencial de produzir 500 toneladas por ano de doces e produtos derivados do Umbu, a Coopercuc - Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá -, do interior da Bahia, encontrou durante o X Congresso Brasileiro de Agroecologia, em Brasília, mais uma oportunidade de comercializar os alimentos.  A cooperativa foi cadastrada no Portal Compras da Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Social e informou que pode ofertar nove produtos diferentes em grande escala.

Por meio da ferramenta, as cooperativas podem apresentar os produtos, e os órgãos federais, ao mesmo tempo, verificam quais alimentos estão disponíveis na região. A compra é feita por meio da modalidade Compra Institucional do Programa de Aquisição de Alimentos, o PAA.

Denise Cardoso dos Santos é a presidente da Coopercuc, que reúne 271 famílias de agricultores, ficou entusiasmada com a possibilidade de ofertar os produtos para os órgãos federais, uma vez que já vendeu para o governo federal por meio de outras modalidades do PAA e confia no mercado institucional. Ela diz que a oportunidade levará esperança para os produtores rurais.

SONORA DENISE CARDOSO

LOC: O Consórcio de Produtores Sataré-Mawé, do Amazonas, também foi cadastrado durante o encontro. Segundo o representante do consórcio, Sérgio Garcia, a oportunidade de comercialização do guaraná em pó e dos extratos de ervas para o mercado institucional é um reconhecimento à cultura indígena, além de promover a melhoria da qualidade de vida das famílias.

SONORA SÉRGIO GARCIA

LOC: Em 2016, mais de 11 milhões de reais foram utilizados pelo governo federal para a compra de produtos da sociobiodiversidade. Segundo a coordenadora-geral de Aquisição e Distribuição de Alimentos do Ministério do Desenvolvimento Social, Hetel Santos, o objetivo da ação durante o congresso e a Feira Agroecológica e da Sociobiodiversidade é aumentar o volume deste tipo de compra e fortalecer esta cadeia produtiva que utiliza recursos naturais dos diferentes biomas brasileiros.

SONORA HÉTEL SANTOS

LOC: Para conhecer as cooperativas já cadastradas e verificar os editais de compras abertas em todo o país basta acessar o portal: www.comprasagriculturafamiliar.gov.br.

Para 2017, a expectativa do governo federal é que os órgãos da administração federal, dos Estados e dos municípios comprem260 milhões de reais em produtos da agricultura familiar. Na modalidade, cada agricultor familiar pode comercializar até 20 mil reais por ano para cada órgão comprador. Para as cooperativas, o limite de comercialização é de 6 milhões de reais.

Reportagem, André Luiz Gomes