Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Outubro > Exército e Aeronáutica estão com chamadas públicas abertas no RS e SC

Exército e Aeronáutica estão com chamadas públicas abertas no RS e SC

publicado  em 03/10/2017 12h30
Agência MDS - Release Radio - 25/01/2017

 

LOC: O Exército, no Rio Grande do Sul, e a Aeronáutica, em Santa Catarina, estão com chamadas públicas abertas para a compra alimentos de agricultores familiares. No total, as unidades vão investir mais de 1 milhão e 400 mil reais na aquisição de hortaliças, frutas, legumes, carnes, pães, biscoitos e laticínios.  O agricultor Gervásio  Plucinski, da região de Erechim, no Rio Grande do Sul, vende produtos para os dois Estados e está se preparando para participar das chamadas. Ele afirma que o Programa de Aquisição de Alimentos, do governo federal, é importante na promoção do desenvolvimento regional e, ao mesmo tempo, garante preço justo e dá segurança aos pequenos produtores.

SONORA: Gervásio Plucinski- Agricultor familiar

LOC: No Estado de Santa Catarina, o Grupamento de Apoio de Florianópolis, da Aeronáutica, vai investir 1 milhão e 300 mil reais na compra de frutas, legumes, sucos, mel, feijão, arroz e carnes. No Rio Grande do Sul, as chamadas públicas são do Exército. O Hospital de Guarnição de Bagé vai investir 21 mil reais na compra de frutas, legumes, verduras, pães, biscoitos e farinhas. Já o 29º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado, de Cruz Alta, vai investir 88 mil reais na compra de frutas, legumes, verduras e massas. Para o comandante de unidade, tenente coronel Herson Garcia Cavalheiro, o programa contribui para o desenvolvimento da economia local, além de garantir alimentos de boa qualidade.

SONORA: Herson Garcia Cavaleiro - comandante

LOC: Segundo o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social, Caio Rocha, o governo vem trabalhando para ampliar as oportunidades para quem vive no campo. E o PAA, além de garantir renda, estimula o agricultor familiar a se qualificar e fortalecer o setor.

SONORA: Caio Rocha- secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional

LOC: O prazo para envio das propostas e dos documentos de habilitação vai até o dia 5 de outubro, no Rio Grande do Sul, e 6 de outubro, em Santa Catarina. A legislação determina que pelo menos 30% dos alimentos adquiridos para abastecer órgãos federais venham da agricultura familiar. Para saber mais sobre as chamadas públicas abertas em todo o país, é só acessar o portal www.comprasagriculturafamiliar.gov.br


Reportagem: Roberto Rodrigues