Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Outubro > Bolsa Família: condicionalidades estimulam o desenvolvimento das crianças

Bolsa Família: condicionalidades estimulam o desenvolvimento das crianças

publicado  em 10/10/2017 23h31
Agência MDS - Release Radio - 11/10/2017 - Bolsa Família: condicionalidades estimulam o desenvolvimento das crianças

 

LOC: Na semana do Dia das Crianças, o governo federal confirma que cuidar do futuro das crianças é sua prioridade. O Programa Bolsa Família é uma das ferramentas utilizadas para garantir melhores condições de vida para as famílias mais vulneráveis.

Ao entrar para o Bolsa Família, há 5 anos, a dona de casa Daniela de Sousa, de 33 anos, assumiu o compromisso de levar a filha, ao menos duas vezes ao ano, ao posto de saúde em Arandu, São Paulo. Segundo ela, a saúde da caçula Emily está em primeiro lugar.

Sonora MINISTRO DANIELA DE SOUSA


LOC: De janeiro a junho deste ano, cerca de 5 milhões e 700 mil crianças de até 7 anos foram acompanhadas. Dessas, cerca de 99% estavam com o calendário de vacinação em dia. De acordo com o diretor de Condicionalidades do Ministério do Desenvolvimento Social, Eduardo Pereira, o acesso ao serviço de saúde é fundamental para a qualidade de vida das crianças.

Sonora EDUARDO PEREIRA


LOC: Na educação, os resultados também são positivos. Nos meses de junho e julho deste ano, cerca de 13 milhões e 300 mil crianças e adolescentes beneficiários do Programa Bolsa Família tiveram a frequência escolar acompanhada. Desse total, mais de 96% cumpriram a frequência escolar mensal mínima exigida, que é de 85% para os alunos de 6 a 15 anos de idade e de 75% para os de 16 e 17 anos que recebem o Benefício Variável Vinculado ao Adolescente (BVJ).

Para o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, as condicionalidades do Bolsa Família são uma ferramenta importante de apoio às famílias na superação da pobreza.

Sonora MINISTRO OSMAR TERRA


LOC: Caso as famílias não cumpram as condicionalidades do programa, o benefício pode ser bloqueado e até suspenso. Atualmente, o Bolsa Família atende mais de 13 milhões de famílias em todo o país.

Reportagem, Diego Queijo